23 de setembro de 2013

Li: Evidência que Exige um Veredito

"Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo" (II Pe 3:18)

Por Leandro Duarte

Antes de começar a falar do livro, confesso que quase desisti de lê-lo no meio do caminho. Não porque ele estava chato ou cansativo, mas por causa do excesso de informações reunidas na obra.

Josh McDowell foi um daqueles juízes linha-dura que exigem muitas evidências para enfim apresentar o devido veredito. E este foi, de fato, dado - tanto que no fim do livro, o autor descreve seu processo de conversão para o cristianismo.

Aí você já sabe: pra comprar clica aí em cima.
Bem, já digo de antemão que, por ser uma obra séria de apologética, em todas as três partes do livro encontramos dezenas de citações de diversos autores, cristãos ou não, acerca dos principais assuntos: A Bíblia (é confiável?), Jesus (é Deus?) e Deus (muda as pessoas?).

Na primeira parte: "A Bíblia", convenientemente escolhida por ser o pilar de todo ensinamento cristão e fonte das ações e da vida de Cristo, Josh apresenta com uma linguagem clara como ela foi preparada, porque é tão singular, fala um pouco sobre o cânon e, o que mais me chamou a atenção, apresenta resposta à diversos questionamentos levantados contra a credibilidade dela.

Na segunda, a melhor parte do livro a começar pelo título: "Se Jesus não era Deus, então merecia o prêmio de melhor ator", o autor começa de uma forma diferente: pela história! Jesus foi um homem da história e ele prova porquê. Um destaque para o nono capítulo que apresenta as profecias do Antigo Testamento que foram cumpridas em Jesus. Excelente material!

A terceira parte trata de diversos testemunhos de conversão a Cristo, desde a de um fazendeiro até a de um satanista, além de (outra estrela pro livro) céticos que se tornaram cristãos e até C. S. Lewis aparece aqui!

Bem, vale ressaltar também um ponto ruim: o excesso de citações de outros autores e, proporcionalmente, poucas palavras do próprio McDowell. Isso não é de todo um ponto negativo, mas influencia para alguns leitores. Em suma, vale a pena a leitura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...