8 de dezembro de 2011

É o natal uma festa pagã?



"Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo: Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor."  [Lc 2:10-11]

Há um tempo atrás, estava conversando com uma amiga sobre o natal e descobri que ela não o comemorava. Segundo ela, o natal seria uma afronta aos judeus e a origem dele seria pagã. 

Essa visão sobre o natal, muito disseminada pelas Testemunhas de Jeová, tem levado muitos evangélicos contra a comemoração da data. A pergunta inevitável é: É pecado celebrar o Natal de Jesus em 25 de dezembro?

A ORIGEM DO NATAL


Realmente, a data de 25 de dezembro marcava a celebração de uma festa pagã chamada Natalis Solis Invicti (Nascimento do Sol Invencível), em homenagem ao deus Mitra (da religião persa). No ano 440 d.C., porém, a data foi fixada para marcar o nascimento de Jesus, visto que ninguém sabia a data correta em que acontecera. Pesquisas recentes apontam que possivelmente a data é no mês de Abril.

A questão fundamental é: Esta origem depõe contra os cristãos que hoje celebram o 25 de dezembro em homenagem a Jesus? Necessariamente, não! O natal, mesmo com sua origem pagã, é um evento que deveria realmente ser comemorado por todos os cristãos do mundo (sem dogmatizar).

Entenda: havia uma festa dedicada a um deus falso, Mitra, considerado o Sol Invencível. Surge, porém, a igreja com uma mensagem inovadora aos pagãos: O Sol Invencível existe, no entanto não é Mitra; seu nome é JESUS! Ele foi visto e tocado, pois era real (1 Jo 1:1). Dele falou o profeta Malaquias: "Mas para vós, que temeis o meu nome, nascerá o sol da justiça, trazendo salvação debaixo de suas asas" (4:2).

Que nome lhe vem à mente quando mencionamos a data 25 de dezembro: Mitra ou Jesus? Mitra já foi esquecido, há muito tempo. O Sol da Justiça veio e venceu, provando que Ele sim, é verdadeiramente Invencível! Assim, o nome de Jesus foi mais uma vez engrandecido. Onde havia trevas, resplandeceu a luz. Para entender melhor essa questão, veja o exemplo abaixo.

AO DEUS DESCONHECIDO

Um exemplo bíblico muito simples e que basicamente aconteceu a mesma coisa é o seguinte: Em certo episódio, o apóstolo Paulo passeava por Atenas e, diz a Bíblia que "seu espírito se revoltava em si mesmo, vendo a cidade tão entregue à idolatria" (At 17:16). 

Apesar de sua revolta, ele não saiu pela cidade chutando ídolos, amarrando demônios ou dizendo que tudo aquilo era obra do Satã. A atitude de Paulo foi sensata e inteligente. Ele disse aos atenienses: "Homens atenienses, em tudo vejo que sois muito religiosos. Pois passando eu e vendo os vossos santuários, achei também um altar em que estava escrito: AO DEUS DESCONHECIDO. Ora, esse que vós honrais sem conhecer é o que eu vos anuncio" (vv. 22, 23). Paulo usou o ídolo como ponte a fim de transmitir a mensagem do evangelho."

Onde havia trevas resplandeceu a luz, pois diz a Escritura que "aderiram alguns homens a ele, e creram [...]" (v. 23)

CONCLUSÃO

É bem verdade que hoje perdeu-se quase totalmente o sentido do natal. Ao invés de agradecer a Deus pelo nascimento de Jesus, agradecem ao Papai Noel pelos presentes que estão debaixo de uma árvore.

É importante ressaltar que a comemoração do natal não é um artigo de fé. Não se deve dizer que quem o comemora está em pecado. Nem ser crucificado aquele que não comemora. Contudo estes perdem uma grande oportunidade, pois nesses dias a maioria das pessoas está sensível a ouvir algo sobre Jesus. 

Fonte:
Revista Defesa da Fé
Ano 1 - Nº 1 - Julho/Setembro
1999

3 comentários:

  1. Ótimo texto, primo!
    É bom ressaltar que há diversas mitologias nas quais o Deus nasce nesse período por causa do solstício, já que o Sol estaria começando a "ganhar força" novamente, no hemisfério norte.
    Há também outros costumes que temos que vieram do paganismo (como o ovo de Páscoa), que já estão tão arraigados em nossa cultura que já perderam o sentido religioso original há muito tempo, ao passo que absorveram os novos sentidos da sociedade atual.

    ResponderExcluir
  2. E bom mais se tivesse mais fundamentos ficava melhor

    ResponderExcluir


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...