13 de dezembro de 2011

Deve o cristão guardar o Sábado?


"Porque o fim da lei é Cristo para justiça de todo aquele que crê." [Romanos 10:4]


Há alguns dias atrás, assistindo ao programa Arena do Futuro no canal adventista Novo Tempo, me deparei com a seguinte situação: O pregador, ensinando sobre uma profecia de Apocalipse, leu o seguinte versículo: "E o dragão irou-se contra a mulher, e foi fazer guerra ao remanescente da sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus, e têm o testemunho de Jesus Cristo." [Ap 12:17].

No contexto, ele ensinava que o remanescente dito no versículo, era o povo de Deus. Até aí está realmente correto. No restante do versículo, no entanto, diz que esse remanescente é o povo que guarda os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus Cristo. Esses mandamentos ditos no versículo seriam a lei escrita por Moisés? Segundo o pregador seriam e, em virtude disso, ele puxou o assunto que todo o povo de Deus deve guardar a lei e o sábado. Mas será que realmente está se referindo a lei de Moisés?

Não é necessário muito cuidado para perceber que o versículo fala para termos o testemunho de Jesus Cristo. Ora, os mandamentos de Deus, no testemunho de Jesus Cristo são esses: "Amarás a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo" [Mt 22:37-39]. Não esqueçamos o seguinte: Jesus é Deus encarnado [Jo 1:1] e Ele e o Pai são um [Jo 10:30]


DEVEMOS GUARDAR O SÁBADO?
Segundo o rabino Dubov, a lei judaica (a lei que Deus deu a Moisés no A.T.) consiste em 39 tarefas proibidas no dia Shabat (Sábado), denominados por ele como os 39 Melachot. Será que os adventistas realmente guardam o sábado, e não fazem nenhuma dessas tarefas?
"Carregar objetos na rua; queimar (acender fogo); extinguir (apagar as luzes); arrematar; escrever; apagar; cozinhar; lavar; costurar; rasgar; dar nó; desamarrar; modelar; arar; plantar; ceifar; colher; debulhar; joeirar; selecionar; peneirar; moer; misturar; pentear (algodão e lã); fiar; tingir; dar pontos; urdir; tecer; desemaranhar; construir; demolir; armar armadilha; tosquiar; abater animais; tirar a pele; curtir; alisar; marcar."
Em uma passagem bíblica muito conhecida, um jovem rico pergunta a Jesus o que deve fazer para conseguir a vida eterna. Jesus responde o seguinte: "Não matarás, não cometerás adultério, não furtarás, não dirás falso testemunho; honra teu pai e tua mãe, e amarás o teu próximo como a ti mesmo." [Mt 19:18-19]. O mais peculiar é que Jesus nem ao menos cita o sábado. Se realmente este fosse importante, não teria Jesus perguntado ao rapaz?


Em Oséias 2.11 está escrito: "E farei cessar todo o seu gozo, as suas festas, as suas luas novas e os seus sábados". Essa profecia se cumpriu em Colossenses 2:14-16. No versículo 16 lemos: "Portanto, ninguém vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa dos dias de festa, ou da lua nova, ou dos sábados". 


Sobre isso, os adventistas argumentam que a palavra sábado é no sentido dos sábados anuais ou cerimoniais de Levítico 23. Isso não é verdade, pois esses dias já estão incluídos na expressão "dias de festas.", explicação que é inclusive sustentada por Samuele Bacchiocchi, escritor adventista.


E, para fecharmos a questão do sábado, deixo o seguinte versículo: "Por isso, pois, os judeus ainda mais procuravam matá-lo, porque não só quebrantava o sábado, mas também dizia que Deus era seu próprio Pai, fazendo-se igual a Deus" [Jo 5:18]. Ora, se o próprio Jesus 'quebrantava o sábado', por que eu devo cumpri-lo? Ah, Ele mesmo dá a resposta para esta: "porque o Filho do homem até do sábado é Senhor" [Mc 2:28].


MAS O QUE DIZER SOBRE DOMINGO?
Por que a igreja adotou o domingo como dia do Senhor? Há pelo menos 6 razões:
  1. Cristo ressuscitou e apareceu a Maria Madalena no inicio do primeiro dia da semana [Mc 16:9]
  2. Cristo reuniu com seus discípulos no primeiro dia da semana [Jo 20:19,26]
  3. Jesus apareceu ao seu e povo e lhe disse que estava vivo novamente no primeiro dia da semana [Lc 24]
  4. O Espírito Santo veio habitar na igreja como corpo de Cristo no primeiro dia da semana, chamado Pentecostes. [At 2:1]
  5. A igreja primitiva celebrou a ceia do Senhor no primeiro dia da semana. [At 20:7]
  6. Os crentes deveriam trazer suas dádivas no primeiro dia da semana. [I Co 16:2]
Por isso adotamos o domingo como o dia do Senhor. Convenhamos, se o sábado ainda vigorasse, todas esses eventos acima (importantíssimos, diga-se de passagem), deveriam ter ocorrido no dia Shabat, não? Isso também não quer dizer que o "guardar o sábado" da lei tenha sido transferido para o domingo. Basta entender apenas que o FIM da lei é Cristo para todo aquele que crê.


Fontes:
77 verdades sobre o Adventismo à luz da Bíblia
Revista Defesa da Fé Ano 1 - N° 8 - Julho/Setembro - 1997  

101 comentários:

  1. Gostei muito do seu blog, achei boa a resposta. Gosto do canal Novo Tempo e respeito os Adventistas, mas não vejo razões para guardar o sábado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu amigo, não é estranho que o Sábado se tornou o dia da balada, da cerveja, da prostituição, entre outras formas ser uma espécie de contramão para aquilo que Deus quer pra gente.

      Excluir
    2. Queridos irmãos a santificação do Sábado aparece antes da lei de Deus dada a Moisés, e Jesus aboliu a lei cerimonial e não a lei moral de Deus, os adventista querem por o Sábado como Salvador e na verdade por crê no Salvador Jesus Cristo e em obediência a Ele é que eu descanso no sábado, como forma de reverência a Deus e aqueles que não descansa no sábado de modo algum não serão salvos então deixem de quererem ser mais espirituais Pq guardam ou deixa de guarda Pq Deus busca quem o adore em Espírito e Verdade vivam a Cristo.

      Excluir
    3. Sim, vc esta certo, "Aqui está a paciência dos santos; aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus.''
      Apocalipse 14:12, então o espelho da vida de um cristão é Jesus, e Jesus jamais transgrediu um mandamento, entao devemos seguir o exemplo de Cristo, a lei nao nao salva ninguem," Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus".
      Efésios 2:8.

      Excluir
    4. Meu amigo Deus ja avia mandado que guardássemos o Sabado logo na criação do mundo Genises 2:2 Pois ai vc le que deus criou td e depois disse que no sétimo dia ele descansou abençoou e o santificou. vc acha que Deus estaria cansado? logico que não, ele só estava dando exemplo de que o Homem deveria nesse dia descansar, e louvar td esse dia pra ele, pois ele era o Senhor Deus,e disse que o descanso seria para irmos a igreja com a família,e fazer louvor a ele.pois os Seis dias vc ja tinha trabalhado e no sétimo dia que é o dia do sábado era o dia do descanso.
      Na lei que foi dada a Moisés, ele no quarto mandamento só reforçou a lei dizendo Lembra te do dia do sábado para descansar santificar e abençoar pois este é o dia do Senhor teu Deus.
      Se Deus tivesse abolido a lei Jesus quando estava morrendo na Cruz ele esqueceu de dizer pra maria sua mãe que a lei não precisava mais cumprir,então porque maria sua mãe só foi limpar seu corpo depois que passou o dia de sábado, e só no entardecer foi ter om ele para limpar seu corpo.

      Excluir
    5. pura coesidencia neh so o sabado do senhor ser afetado, toda escritura e espirada por deus 2tm 3;16
      "E o dragão irou-se contra a mulher, e foi fazer guerra ao remanescente da sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus, e têm o testemunho de Jesus Cristo." [Ap 12:17].
      so pq deus ressusitou no domingo qe vc vao fazer do domingo um dia de guarda , todo tempo jesus fala guardais meus mandamentos ,
      1 João 2,4 Diz, Aquele que diz:"Eu o conheço e não guarda os seus mandamentos é mentiroso, e nele não está a verdade".
      reflita irmaos deus nao trocou seus mandamentos nao veio pra revolgar mais ss pra cumprir , isso foram os homens jesus msm falo qe ia mudar sua leii Daniel 7.25

      Excluir
  2. @Autor obrigado pelo seu comentário!

    Realmente o canal Novo Tempo é bom, mas quando começam a colocar um jugo mais pesado do que o de Jesus, aí complica.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. O Problema é que Jesus não disse pra guardarem o domingo, como disse sobre o sábado...
    já sobre o verso de Oséias ele fala dos "seus sábados" referindo-se ao sábados de festas da época, agora já em Ezequiel o Senhor diz "os meus sábados", E também lhes dei os meus sábados, para que servissem de sinal entre mim e eles; para que soubessem que eu sou o SENHOR que os santifica. Ezequiel 20:12. há uma grande diferença entre eles.
    E Jesus não quebrantava o sábado era o povo que arrumava motivos pra culpá-lo, já que a bília diz que Jesus nunca pecou como ele podia quebrar a lei de Deus?

    ResponderExcluir
  4. Opa, obrigado pelo comentário Ademilson!

    Realmente, Jesus não disse para guardarmos o domingo. E não guardamos. É o que escrevi no fim do post: a lei do sábado não transferiu para o domingo. No NT, a ressurreição de Jesus aconteceu no domingo, e foi denominado assim como o Dia do Senhor. (Jo 8:56 ; Ap 1:10)

    Sobre a diferença de sábados, em Colossenses 2:14-16 diz: "Portanto, ninguém vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa dos dias de festa, ou da lua nova, ou dos sábados". Ora, os sábados periódicos em que haviam festas pela lei judaica estão implícitos no termo "dias de festa", concluindo porém que os sábados ditos no fim do versículo, são realmente o último dia semanal.

    Em suma, o sábado foi feito para o descanso do homem. Deus descansou no término da criação. Os fariseus distorceram a visão do Sábado e escravizaram as pessoas em virtude deste. O dia que era para ser o descanso das pessoas, foi distorcido tornando-se assim um dia de escravidão. Por este motivo Jesus realmente quebrantava o sábado, para trazer o verdadeiro sentido dele. Ele mesmo diz o seguinte: "O sábado foi estabelecido por causa do homem, e não o homem por causa do sábado" (Mc 2:27).

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com todo o respeito meu amigo, mas nunca li em lugar algum no novo testamento que o dia santo de Deus passou do sábado para o domingo só porque Jesus ressuscitou no domingo. O sábado é o selo entre o povo de Deus e Ele próprio. O sétimo dia tem um significado muito maior do que o mundo enxerga: é mais do que "não faça isso ou aquilo". É um dia em que nos voltamos completamente para Deus e procuramos nos relacionar com Ele e com nosso próximo de maneira mais profunda e sem a interferência das responsabilidades do dia a dia. O que você falou sobre os fariseus distorcerem o verdadeiro significado do sábado está certo, pois eles eram arbitrários e hipócritas e colocaram sobre o sábado mais do que o próprio Deus ordenou que fosse feito. Mas sobre o sábado ter sido mudado para o domingo em virtude da ressurreição de Cristo não. Amigo, sei que quando você ouve os Adventistas falarem sobre o sábado e a lei de Deus (os dez mandamentos), você pode achar que somos pessoas metidas e que se acham senhores da razão, mas precisamos pregar ao mundo verdades que satanás lançou por terra para que ninguém fosse salvo. Olhe para a perseguição que a verdade sobre o sábado e a eternidade da lei de Deus instiga no mundo todo. Há milhares de pessoas sendo mortas por todo o mundo de todas as formas possíveis: queimadas, torturadas,esquartejadas, decapitadas...tudo por causa da pregação do sábado e da lei de Deus. Lembre- se que Jesus disse para seus seguidores e discípulos "Então sereis entregues à tortura, e vos matarão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome - Matheus 24:9". O papado já tem conversado com o governo americano sobre o decreto dominical. Você realmente acha que o homem tem autoridade para mudar a palavra de Deus? O anjo disse a Daniel ""E proferirá palavras contra o Altíssimo, e destruirá os santos do Altíssimo, e cuidará em MUDAR OS TEMPOS, E A LEI; e eles serão entregues na sua mão por um tempo, e tempos, e metade dum tempo" - Daniel 7:25. Não tenho nada contra os católicos, eles são nossos irmãos também e criaturas de Deus, porém estão sendo enganados por satanás. Deus não muda o que decide ou ordena irmão, pois ele é grandioso em sabedoria e nunca erra. A palavra de Deus diz "Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, EM QUEM NÃO HÁ MUDANÇA NEM SOMBRA DE VARIAÇÃO - Tiago 1:17". Jesus morreu na sexta como sabemos, e este não é um dia importante também? Logo, só porque ele morreu na sexta nós deveríamos guardar a sexta feira? Irmão, oro sinceramente e com todo amor neste momento por você, para que Deus te dê entendimento e lhe mostre a verdade. Correnteza você é sincero. Que Deus te abençoe.

      Excluir
    2. Apocalipse 1:10 (quando fala o dia do SENHOR) aquele dia era Domingo? Kuriakê heméra

      Excluir
    3. Boa tarde! Acredito que você possui um grande potencial para servir o Senhor integralmente, então preste bem atenção: Um texto fora do contexto vira um pretexto para heresia. Cuidado irmão! Examine, estude as escrituras como JESUS predisse e não se engane mais. Se eu não preciso guardar o Sábado, então posso roubar, matar, adulterar... faz sentido pra você?
      JESUS ressuscitou no domingo porque guardou o sábado segundo o seu costume.
      Por favor, leia todo o capitulo 4 de Hebreus:
      "Visto, portanto, que resta entrarem alguns nele (no tocante ao descanso do sétimo dia)e que, por causa da desobediência, não entraram aqueles aos quais anteriormente foram anunciadas as boas-novas... Esforcemo-nos, pois, por entrar naquele descanso, a fim de que ninguém caia, segundo o mesmo exemplo de desobediência."
      Por favor irmão, não endureçais o vosso coração.
      Leia Ap 12:17 "O dragão irou-se contra a mulher e saiu para guerrear contra o restante da sua descendência, os que obedecem aos mandamentos de Deus e se mantêm fiéis ao testemunho de Jesus."
      1 João 5:3 "Porquanto, nisto consiste o amor a Deus: em que pratiquemos os seus mandamentos. E os seus mandamentos não são penosos."
      Deuteronômio 30:6-8 "Yahweh, teu Deus, desimpedirá a tua alma como se circuncidasse teu coração, e as entranhas da tua descendência, para que aprendas a amar o SENHOR, teu Deus, com todo amor do teu coração e toda a vontade da tua alma, e vivas plenamente."
      Por fim leia: João 15:10
      "Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor; do mesmo modo que eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai, e permaneço no seu amor".
      Nao tenha medo de servir ao Senhor. Entregue-se totalmente. Nao minta mais para si mesmo. O Senhor te espera de baraços abertos.
      João 4:22 "Vós adorais o que não conheceis; nós adoramos o que conhecemos, porque a salvação vem dos judeus. 23 Mas a hora está chegando, e de fato já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai, em espírito e em verdade; pois são esses que o Pai procura para seus adoradores. 24 Deus é espírito, e é necessário que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade.” O SABADO é um dia de adoração verdadeira. Um grande abraço. DEUS o abençoe!

      Excluir
  5. Não podemos dizer que é a vontade de Deus guardar o domingo só porque Jesus ressucitou nele, em Amós 3:7 diz que "Certamente o Senhor, o Soberano, não faz coisa alguma sem revelar o seu plano aos seus servos, os profetas". E Jesus nunca disse pra trocar o dia de guarda e porque hoje decidimos trocar? se existir alguma passagem bíblica que mostre que Jesus realmente quer que guardemos o domingo eu quero ver, porque ainda nçai vi até hoje.
    Obrigado...

    Abraços.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, foi o que eu disse na resposta anterior: não guardamos o domingo.

      Atente-se mais uma vez para Apocalipse 1:10: foi o próprio Deus quem arrebatou João no Dia do Senhor, o domingo.

      Abraço!

      Excluir
    2. Olá amigo, relacionado a Ap 1:10, qual a base que você usa para definir que o dia do senhor neste caso é o domingo e não o sábado? No texto não é dito qual é o dia do senhor, mas sabemos que o dia de Deus sempre tem sido o sábado, a não ser que tenha sido mudado. Onde está nas escrituras a mudança deste dia?

      Abração

      Excluir
    3. Nossa, são imensas e variadas bases bíblicas pela qual concluímos que o dia do Senhor referido em Ap 1:10 é o domingo:

      Primeira e mais importante de todas: Cristo ressuscitou no primeiro dia (Mt 28:1) e ele se refere a este dia como sendo o seu dia. Afirmamos isso de acordo com a passagem de João 8:56, na ocasião em que Jesus afirma que o próprio Abraão vira seu dia.

      Na época da escrita da carta (95 d.C.) já havia sido instituido o domingo como o Dia do Senhor pela igreja primitiva, e vemos isso confirmado através dos dias em que os apóstolos em Atos se reuniam, principalmente para cear (algo instituído pelo próprio Cristo). Para ser mais exato, temos o texto de Atos 20:7 onde fala claramente que eles praticavam a ceia no domingo. Outro texto, de I Coríntios 16:2, Paulo diz para o povo de Corinto que separe as ofertas no domingo. Concluímos rapidamente que o dia adotado pela Igreja de Jesus para o culto ao Senhor, e portanto o Dia do Senhor, é o domingo.

      Não vemos no Novo Testamento, em parte nenhuma ninguém guardando Sábados, nem cultuando a Deus (de forma religiosa e legalista) em Sábados. Não vemos nenhum dos Apóstolos impondo isso nem mesmo ensinado essa doutrina.

      É importante ressaltar novamente o seguinte: a lei do Shabat não foi transferida para o domingo, como dito no fim do post.

      Abraço!
      Fique na paz!

      Excluir
    4. Graça e paz meu amigo!!

      Então, compreendo que existam bases para celebrar um dia como o domingo, porém minha questão está relacionada com o "dia do Senhor" referida em Ap 1:10.
      O fato de escolherem o domingo como dia de reunião não está diretamente relacionado com o dia do senhor referido por João em Apocalipse.
      Sinceramente não vejo que através de At 20:7 podemos concluir que o dia adotado para adoração era o domingo. O que podemos concluir sim rapidamente é que eles se reuniram ali para partir o pão - algo que acontecia todos os dia e não só no primeiro dia da semana (At 2:46) - pois Paulo havia de partir no dia seguinte. Não existem evidência para se afirmar que eles estavam ali por motivos de culto em um dia específico. O mesmo ocorre com 1Co 16:2, onde vemos que o motivo pela qual Paulo pede que os irmãos juntem as coletas no primeiro dia da semana, é simplesmente para que elas já estejam prontas quando ele chegar. Esta passagem também não remete ao fato de que o culto acontecia de forma especial no domingo, o que possivelmente nos remete, é ao fato que já no início da semana os irmãos deveriam ter suas ofertas preparadas.

      A expressão utilizada ali é Kuriakê heméra (Dia do senhor) .
      Em momento algum no NT é utilizado a expressão de "dia do senhor" para o domingo, pelo contrário ele é apenas referido como o primeiro dia da semana (Mt 28:1; Mc 16:2; Lc 24:1; Jo 20:1,19; At 20:7; 1Co. 16:2) .
      Em contra-partida esta expressão aparece 27 vezes em toda a bíblia e com exceção de apenas dois versos, todas as outras vezes que ela é utilizada, é referida ao “Dia” do ajuste de contas, do juízo final, do julgamento, a volta de Jesus, etc., no qual o nosso Deus executará Sua justiça de forma cabal e definitiva:

      Isa. 2:12, 13:6 , 13:9 , Jer. 46:10 , Ezeq. 13:5 ,30:3 , Joel 1:15 , 2:1 , 2:11, 2:31,l 3:14, Am. 5:18, 5:20
      Obad. 1:15 , Zac. 1:7, 1:14, 14:1, Mal. 4:5, Atos 2:20, 1Cor. 5:5, 1Tess. 5:2, 2Tess. 2:2, 2Ped. 3:10

      As duas únicas exceções são: Isa 58:13 (que se refere ao sábado), e Ap. 1:10 .

      Ou João estava se referindo ao dai do juízo de Deus (o que parece logicamente errado) ou ele se refere ao sábado. Não existe margem bíblica para acreditar que este dia seja o domingo.

      Quanto ao ver alguém no novo testamente ensinando ou guardando o sábado é uma questão mais complexa que demandaria mais tempo e mais espaço que um comentário, mas por exemplo, você tem alguma evidência bíblica de Daniel exortando ou guardando o sábado? O sábado nem é mencionado no livro de Daniel, assim como não é mencionado em Joel, Abadias, Miquéias, Naum, Habacuque, Sofonias, Ageu, Malaquias, em Amós é mencionado, mas não fala ou demonstra em parte alguma este profeta guardando ou exortando o povo a guardá-lo, nem mesmo Jonas que foi encarregado a chamar o povo ao arrependimento se quer fala de sábado e acredito que apesar disto não existem dúvidas que eles o tenham guardado... Acredito que o fato de não existir evidências claras sobre isto é simples, o sábado não era um problema para eles, pois está evidente que o sábado nunca foi abolido. Mas ressalto, ninguém é salva pelo sábado ou mandamento algum, este é o tema da carta de Gálatas ao qual serviu de modelo para a tão aclamada reforma.

      Abração

      Excluir
    5. Em Atos 20,6,7 diz o texto que o apóstolo Paulo celebrou a ceia no primeiro dia da semana, no Domingo, e que ele ficou sete dias lá com aquela igreja, se eles guardasem o Sabado eles teriam celebrado no sabado, pois tiveram a oportunidade, em vez disso eles passaram do sábado e celebraram no Domingo está claro.

      Excluir
  6. Cara amigo, gosto bastante do seu blog, porém acredito que você existe um equívoco seu em relação ao "fim da lei" de Romanos 10:4 .
    Primeiramente gostaria que você analisasse a seguinte questão: Tendo em vista que a lei teria seu fim, no sentido de término, em Cristo, qual lei está sendo referida ali? Qual indicação que você tem que esta lei que foi finalizada é a do AT e não os mandamentos que Jesus deixou?

    A questão é que o "fim da lei" em Romanos é no sentido de "dar uma finalidade". A “justiça de Deus” pode ser obtida à parte da lei; por isso, Paulo pode afirmar: “Porque o fim da lei é Cristo, para justiça de todo aquele que crê” (Rom. 10:4). A todos os que nEle crêem, Cristo leva a um fim absoluto o uso da lei como um meio de obter justiça. Ou, novamente, podemos compreender a palavra “fim” como significando o objetivo ou propósito [finalidade].

    Cristo era o objetivo que a lei tinha em vista; porque o propósito da lei é levar os homens a perceber sua pecaminosidade, sua injustiça, para que possam ir a Cristo em busca de Sua justiça, que é imputada na justificação e comunicada no viver diário, algo claramente ensinado em Gálatas 2:20. Esse uso da palavra “fim” é encontrado em Tiago 5:11 e 1 Timóteo 1:5.
    Você lembra qual a missão do consolador? Uma delas era nos convencer do pecado, mas como nos convencer de algo que não mais existe? Uma vez que a o pecado é a transgressão da lei (1 Jo 3:4) ? Se a lei teve fim (término) em Cristo, então o pecado também, pois não mais transgredimos a lei e o Espírito Santo nada tem a fazer neste caso. Por isto digo que o sentido de Romanos é o de finalidade, pois "... eu não conheci o pecado senão pela Lei; porque eu não conhecia a cobiça, se a Lei não dissesse: Não cobiçarás". (Rm 7:7) . A lei existe com a finalidade de nos levar a Cristo, é através dela que o Espírito Santo nos convence do pecado e nos mostra o caminho a Jesus. Portanto assim podemos afirmar que "o fim da lei é Cristo" , pois a finalidade dela é nos levar a Cristo.

    Vejo que você percebeu que Jesus nos trouxe o verdadeiro significado do sábado, e implicitamente acaba admitindo que Jesus em momento algum aboliu este mandamento (Lucas 16:17). Então onde ele foi abolido? Acaso poderia ser em Colossenses? Você encontra em Colossenses indício de que o sábado foi abolido?
    Em Colossenses percebemos apenas a admoestação para não julgarmos ninguém nas questões mencionadas, e não indica de forma concreta (pelo menos não nesta passagem) que a discussão em voga era sobre a validade da lei ou não.
    Jesus ele de forma alguma transgrediu a lei , pois se assim fizesse teria culpa de morte e seu sacrifício seria inútil, então temos que ter cuidado ao dizer que ele transgrediu o sábado. Confira as passagens e procure nas escrituras as acusações que os judeus fizeram em relação a Jesus transgredir o sábado, verá que elas não se encontram em parte alguma das escrituras. Assim como em parte alguma das escrituras encontramos que o sábado foi abolido.

    Desde já agradeço a atenção e novamente, lhe parabenizo pelo blog.

    ResponderExcluir
  7. Olá Gregory, muito obrigado por comentar!

    Então, não está totalmente errado dizer que a palavra fim em Romanos 10:4 é no sentido de finalidade, mas também não está totalmente correto.Vejamos: no original grego, Paulo usa a palavra τέλος (Télos) que é traduzida por "fim" para nós, e que originalmente e pertinentemente possui um duplo sentido: por um lado é "alvo" ou "finalidade" e por outro é "término" ou "fim". Logo podemos concluir que o que eu disse sobre o término da Lei na postagem não está errado. Entenda: o fim da Lei não significa extinção do pecado, mas significa que Cristo já cumpriu toda Lei por nós.

    Não é que não seja necessário uma vida de constante santidade na vida cristã (como disse antes). O que foi escrito é que não precisamos mais guardar a lei no sentido de cumprir rituais que eventualmente produzem a sensação de estar aproximando mais de Deus: é o próprio Espírito Santo quem convence sobre o pecado (João 16:8). Em uma outra passagem, Paulo diz: "Mas agora fomos libertos da lei, havendo morrido para aquilo em que estávamos retidos, para servirmos em novidade de espírito, e não na velhice da letra." (Romanos 7:6). Uma outra tradução diz "caducidade" ao invés de "velhice".

    A intenção de Deus desde o início foi que o povo de Israel o servisse de livre e espontânea vontade, não através apenas do cumprimento externo de rituais religiosos. Esse foi o erro que os Gálatas estavam caindo, e foi por isso mesmo que o próprio Paulo os chama de insensatos (Gálatas 3:3). Isso recorre também no Sábado. Ora, Deus instituiu o Sábado para descanso do seu povo, não para escravizá-lo. Hoje, na Nova Aliança estabelecida vemos que este mesmo Sábado também é concluído em Cristo. Ele é o próprio Shabat do povo de Deus (Mateus 11:28)!

    Para concluir, não vemos ninguém guardando Sábados no Novo Testamento: Nem Paulo, nem Pedro, nem nenhum outro apóstolo! De onde tiraram essa idéia de tentar dar uma "força" para alguém tentar se "aproximar" de Deus?

    Sugiro uma leitura atenta às cartas aos Romanos, aos Gálatas e aos Hebreus: Paulo e o autor de Hebreus debatem bastante essa questão de Lei, liberdade em Cristo e Graça, inclusive sobre a infinita superioridade que há sobre a Nova Aliança com relação à Antiga.

    Fica na paz e obrigado pelos elogios ao blog!
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  8. Caros Amigos e Irmãos,
    Graça e Paz

    Parabéns pela iniciativa do blog e pelo texto publicado acerca do Sábado. Foi muito bem escrito. As discussões acerca do seu texto também se deram de maneira muito respeitosa, contribuindo sobremaneira para o conhecimento da palavra de Deus (espado do espírito).
    Que o Espírito Santo esteja atuando em nós para a verdadeira compreensão da palavra e, por conseguinte, para melhor nos alinharmos a vontade de Deus (o que imagino seja a intensão genuína de todos nós).
    Sobre a questão do sábado, o versículo citado pelo autor do blog parece que elucida bem os fatos, de forma que não mais é necessário a guarda do sábado como os judeus o faziam.
    Além deste versículo, gostaria de recordar-lhes o capítulo 15 de Atos.
    Neste capítulo Paulo explica que com a conversão dos gentios (portanto, não Judeus) surgiu a seguinte questão entre os apóstolos: os gentios deveriam ser circuncidados (como os judeus) e obedecerem a lei dada à Moisés?
    Após longo debate a questão foi resolvida da seguinte forma pelos apóstolos: que fossem os gentios orientados a não praticarem imoralidade sexual e que não comessem carne oferecida aos ídolos ou de animais estrangulados sem sangrar (v. 27).
    É importante ressaltar que quando esta discussão surgiu entre os apóstolos, ou seja, se os gentios deveriam obedecer as leis judaicas (entre elas a guarda do sábado), Pedro foi muito preciso em alguns pontos de sua explicação, vejamos alguns:
    1) A purificação de Deus ocorre por meio da fé (versículo 9)
    2) Algumas leis judaicas eram difíceis de serem suportadas até mesmo para os judeus, e se Deus purificou os gentios por meio da fé, porque se exigir leis próprias dos judeus de quem não é judeu.
    3) A salvação não vem por meio do cumprimento das leis, mas pela graça de Deus.
    O que estou tentando dizer é que o homem só pode ser justo pela Fé e não pelo cumprimento da Lei (veja Rm 1.17)
    Todavia, Paulo em seus textos dá muito valor à consciência, tanto a do cristão como a do não-cristão. "Feliz é o homem que não se condena quando faz aquilo que sabe que está certo". Paulo vai dizer que pode-se comer tudo aquilo que quisermos, mas se isso fere a nossa consciência, não se deve comer. (Vejam 1 Corintios - Cap. 10.25/26).
    Logo, me parece que a guarda do sábado é uma lei judaica que não precisamos guardar, mas se a sua consciência diz que assim você deve agir, faça-o.
    Sobre o dia dedicado ao senhor, eu prefiro que seja todos os dias da semana.
    Graça e paz a todos.
    Willian

    ResponderExcluir
  9. Olá amigos do Forte Fundamento gosto muito do seu blog e acompanho sempre,sou adventista do sétimo dia e quando vejo matérias como esta em blogs fico muito triste,pois observamos a lei toda,inclusive o sábado e quando alguém argumenta será que os adventistas guardam o sábado mesmo,sem acender fogo,arar entre outras coisas,fica esquisito pois a nossa observância é sim total ,para qualquer dúvida leia o manual da igreja,as matérias são sempre as mesmas com os mesmos argumentos,podemos sempre mostrar que na bíblia toda não existe mandamento sobre observar o domingo e nem qualquer outro dia que não seja o sábado.
    Quero também deixar alguns questionamentos aqui segue abaixo:

    1-)Jesus pecou?(Hb 4:15,16)
    2-)Jesus é o cordeiro perfeito de Deus?(João 1:29)
    3-)Jesus é o cordeiro que tira o pecado do Mundo?(I João 1:7)
    4-)Jesus tinha o costume de guardar o sábado?(Lc 4:16)
    5-)Maria Madalena foi ao túmulo de Jesus só ao domingo?(Mc 16:1)
    6-)O apóstolo Paulo guardava o sábado?
    7-)A palavra de Deus muda?(Is 40:8)
    8-)É verdade que o 4° mandamento começa com Lembra-te?(Ex 20:8)
    9-)O sábado foi observado antes da lei?(Ex 16:22-23)
    10-)O sábado será guardado na nova terra?(Is 66:22-24)

    Se você respondeu sim para todas então não preciso mais argumentar.
    Se você respondeu sim para algumas então você precisa rever seus conceitos
    Se você respondeu não para todas então temos um grande problema.

    Podemos citar várias passagens para mostrar a observância do sábado,mais
    fico por aqui,quero também elogiar seu blog por manter o respeito pelos irmãos
    de outras denominações,e que cada um busque com humildade os ensinos bíblicos
    e que a paz e a graça do nosso Senhor Jesus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sérgio! Muito obrigado por sempre nos acompanhar!

      Antes de qualquer coisa, gostaria de deixar claro que a intenção da postagem não foi constranger e nem machucar ninguém. Se você se sentiu assim, perdoe-nos, estamos discutindo uma prática religiosa à luz da Palavra de Deus(assim como temos uma postagem sobre alguns dogmas católicos), e não ofendendo quaisquer tipos de pessoas. Não duvido também se a prática de guarda do Sábado está no manual da Igreja Adventista.

      Bem, vamos às respostas:

      1) Não;
      2) Sim (não preciso rever meus conceitos aqui, certo? - o versículo diz: " ... Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.");
      3) Sim (também não preciso rever meus conceitos, certo? - pelo versículo citado acima, temos outro embasamento bíblico para responder essa pergunta afirmativamente);
      4) Não; João 5:18 diz que Jesus quebrantava o sábado, Lucas 4:16 apenas relata Jesus indo ensinar na sinagoga no sábado, assim como Paulo fez várias vezes no Novo Testamento. Veja, os judeus tinham o costume de fazer suas reuniões na sinagoga no sábado, logo esse seria o dia que Jesus deveria comparecer às reuniões se quisesse primeiro "convencer" Israel, visto que Ele veio primeiro para eles e depois para nós. (Mt 15:24);
      5) Sim; o versículo citado diz: "E, passado o sábado, Maria Madalena, e Maria, mãe de Tiago, e Salomé, compraram aromas para irem ungi-lo." - passado o sábado... o dia depois do sábado é?
      6) Não;
      7) Não;
      8) Sim;
      9) Sim; mas isso implica também que deveríamos guardar a lei do levirato, pois ela também aparece antes da lei, no caso de Onã, em Gênesis 38:8,9 ou a circuncisão, pois Abraão a recebeu cerca de 400 anos antes da instituição da lei.
      10) Não; o versículo citado não diz nada sobre guardar o sábado Sergio. Apenas no versículo 23: "... e desde um sábado até ao outro, virá toda a carne a adorar perante mim, diz o SENHOR.", ou seja, em todo tempo adoraremos ao Senhor, não apenas no sábado. O alvo do versículo não é o sábado, é a adoração ao Senhor apenas.

      A questão do Sábado é parecida com a questão da circuncisão nos tempos de Paulo. Como a salvação foi estendida aos gentios e estes não possuíam os costumes/leis judaicas, logo não sabiam sobre ela (ou, por extensão, sobre o sábado). Em Atos 15 vemos uma discussão parecida à que estamos tendo agora: os gentios deveriam ou não ser circuncidados (nós devemos ou não guardar o sábado e as outras leis judaicas?). Paulo e os apóstolos foram taxativos sobre o que os gentios deveriam observar:

      Abster-se de:
      - Imoralidade sexual;
      - Carne oferecida aos ídolos;
      - Sangue;
      - Animais mortos por estrangulamento.

      Pronto! Só isso que cabe a nós observar. Paulo é firme na questão da lei nas cartas aos Romanos e principalmente na endereçada aos Gálatas. O autor de Hebreus também.

      Enfim, voltando às suas perguntas, saí com 5 sims e 5 nãos. Quais conceitos preciso rever?

      Fica na paz do Senhor Jesus e muito obrigado pelos elogios ao blog! Que a iluminação do Espírito Santo esteja sempre presente em suas leituras bíblicas! Obrigado também por comentar!

      Abraços!

      Excluir
    2. Bom,então temos aqui que Jesus não pecou,sabemos que a lei nos revela o pecado(Romanos 7:7),logo se Jesus não pecou ele observou a lei,se Jesus tinha o costume de ir a sinagoga aos sábados ora então ele observou este dia,agora fica difícil entender se temos um decálogo de 10 leis morais,e sabemos que matar,roubar,levantar falso testemunho entre as outras é tudo contra o caráter de Deus,como podemos esquecer o 4° mandamento?ora a palavra de Deus assim diz:Aquele que diz: Eu conheço-o, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade.I João 2:4.
      Outro ponto interessante é que o domingo começa a ser observado como o dia do Senhor,mais era um dia normal de trabalho a partir do 4°seculo e não do 1° é que ele foi modificado totalmente,Jesus anuncia em Mateus 24:20 2 precações para uma fuga que o historiador Josefo relata de um ataque romano que aconteceu no sábado.
      Na quinta resposta sua você diz que passado o sábado,e você sabe o por que elas não foram visitar o tumulo no sábado?
      Não vemos de forma alguma a observância do domingo na bíblia e creio que seja ela a palavra de Deus,portanto se não precisamos mais observar o sábado e não somos pecadores por causa disto como explicar o verso Tiago 2:10,uma vez em que Jesus mesmo pediu para serem guardados,Mateus 19: 17,Marcos 10: 19.
      Agora fico as vezes pensando se nossos irmãos observam o domingo então ele é mais importante do que a sexta-feira o dia da morte de Cristo?
      Existe também grande confusão de colocar as leis cerimoniais junto com os 10 mandamentos,e a circuncisão é cerimonial e não reflete a moral de alguém,apenas marca um povo distinto.
      A paz de Cristo.

      Excluir
    3. Só porque Jesus foi à Sinagoga ensinar no sábado que dizer que Ele o guardava como os judeus o faziam? A Bíblia diz claramente que Jesus quebrantava o sábado!

      Você citou I João 2:4 mas retirou o versículo do contexto Sérgio. Em uma leitura atenta vemos que João está falando do Advogado que intercede por nós junto ao Pai (v. 1) e que aquele que diz que o segue mas não guarda seus mandamentos é mentiroso. Ora quais são os mandamentos de Jesus? Ame o Senhor teu Deus acima de todas as coisas e ao próximo como a Ti mesmo (Lc 10.27), assim cumprimos toda a lei como dito em Gálatas 5:14!

      Estou repetindo quase em todo comentário isso: o domingo não é um substituto para o sábado! Não guardamos o domingo como os judeus guardavam o Shabat! Exatamente porque não vemos nenhuma observância legal do domingo, nem do sábado, nem da sexta-feira, nem de qualquer outro dia no Novo Testamento!

      Bem, temos algumas explicações para as mulheres não terem ido ao túmulo no sábado:
      1) Elas eram judias, portanto guardavam o sábado conforme a lei mandava. Não eram cristãs, porque Cristo ainda não havia ressuscitado.
      2) Jesus disse mais de uma vez que ressuscitaria no terceiro dia, não no primeiro nem no segundo. Possivelmente as mulheres tinham fé que veriam Cristo ressurreto. (Mt 17.22,23)
      3) Estavam cumprindo a Páscoa judaica, que mandava ficarem em casa.

      Tiago 2:10 diz: "Porque qualquer que guardar toda a lei, e tropeçar em um só ponto, tornou-se culpado de todos.". Mas não pare aí, leia do versículo 8: "Todavia, se cumprirdes, conforme a Escritura, a lei real: Amarás a teu próximo como a ti mesmo, bem fazeis.". Qual é a lei REAL, que ainda prevalece? Essa que devemos cumprir! Como disse antes, foi esse o mandamento de Jesus!

      Você também citou Mt 19:17 e Mc 10:19 que relatam a mesma passagem do jovem rico. Não sei se notou, mas como disse no post, Jesus nem ao menos citou o dia de sábado! Ele relata os mandamentos que jovem rico deveria seguir e pára por aí! Ele não diz que existem outros mandamentos além daqueles que ele já observava, sabe porquê? Porque esse mandamentos são resumidos naqueles dois que citei acima!

      Amarás a Deus acima de todas as coisas implica em tê-Lo como nosso descanso! Era exatamente essa função que o dia de sábado tinha na antiga aliança. Na nova, Jesus tornou-se nosso descanso! (Hb 4:9)

      Um abraço Sérgio!
      Em Cristo!

      Excluir
    4. Mais é isso que quero saber se Jesus quebrantou o sábado ele pecou,o contexto diz que Jesus não dá mandamento novo,mais aquele mesmo desde o principio,se arrependemos de algum pecado é por que algo nos deu o entendimento que pecamos,não está fora do contexto.

      Em Tiago 2:10 você citou a Lei real ou seja se você resumir os 4 primeiros mandamentos que é Amarás a Deus sobre todas as coisas e os 6 últimos
      amarás ao teu próximo como a ti mesmo.O versículo 11 diz:
      Porque aquele que disse: Não cometerás adultério, também disse:
      Não matarás. Se tu pois não cometeres adultério, mas matares,
      estás feito transgressor da lei. Não é citado o sábado,mais fica claro qual é a
      lei que tropeçamos se deixarmos de cumprir um só mandamento.

      O fato de ser citado de Jesus quebrantar o sábado não quer dizer que ele pecou,
      o quebrantar o sábado era uma forma de expressar o modo de observar o sábado
      como os Judeus ou seja,além do que Deus mandou guardar,eles acreditavam que
      no sábado nem cuspir poderia,eles contavam os passos,e não pisavam na grama,
      além do mais Jesus foi acusado não só de quebrantar o sábado mais de se declarar
      o próprio filho de Deus,então se João conclui como está escrito na postagem que Jesus
      quebrou a lei,ele também conclui que Jesus não é filho de Deus,pois ele também foi acusado disto.

      Então se a afirmativa que Jesus quebrou o sábado ele pecou.
      e se afirma que ele é filho de Deus então ele não pecou.(Hb 4 :15,16)
      Então Jesus foi a sinagoga como era seu costume.E Ele foi o sacrifício perfeito
      por que não pecou,e não nos deu mandamento novo,o mesmo mandamento que
      o Pai nos deu foi o mesmo que revelou o meu e o seu pecado o qual Cristo pagou
      na cruz,as cerimonias foram abolidas como os sacrifícios de cordeiros,a circuncisão entre outros 613 preceitos.

      Salmo 119:18 é um bom exemplo e deve ser uma meditação diária como também o salmo 1 que prazer o salmista sentia na lei de Deus.

      Aqui está a paciência dos santos; aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus.
      Apocalipse 14:12

      Temos que saber que a lei e a graça anda de mãos dadas veja que muitos atribuem,que a lei foi abolida,mais como existe graça sem lei?(Romanos 3.31)

      Agora se a Lei que reflete o caráter divino(Is 33:22)é a mesma lei que Paulo cita(Romanos 7:12)então se a lei foi abolida Jesus morreu em vão!
      O fato de observarmos a lei nos mostra o quanto somos pecadores e justamente por
      isso precisamos de Jesus.

      Com isso concluo a minha participação neste post,agradecendo mais uma vez a oportunidade de poder deixar minhas opiniões,Obrigado irmão por este debate sem
      acusações ou calúnias como acontece em outros sites,desde já a Graça e a Paz de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.







      Excluir
    5. Quando a Palavra diz que Jesus quebrantava o Sábado, não está dizendo que Jesus pecou. Eu também creio piamente que Jesus não pecou em nenhum momento, porque a Palavra deixa isso muito bem claro!

      A questão é que o sábado foi feito por causa do homem e não o contrário (Mc 2.27). O sábado era para o descanso judeu e na Nova Aliança, Jesus é nosso descanso.

      Jesus diz que se nossa justiça não exceder a dos fariseus, de modo nenhum entraremos no reino dos céus (Mt 5.20) e isso é valido inclusive para o sábado. Assim como não vemos ninguém entregando somente o dízimo, mas dando tudo (At 2.45), agora temos que dedicar todos os dias ao Senhor, não apenas o último da semana de forma religiosa.

      Lembre-se, se precisamos cumprir ainda a Lei, isso implica que Jesus morreu em vão e não fez justiça à nós (carta inteira aos Gálatas diz especialmente isso), mas ao contrário, que nós podemos fazer justiça diante de Deus simplesmente cumprindo a Lei.

      A Lei foi apenas um aio para o homem ver que não consegue de maneira nenhuma atingir o padrão de Deus. Atente-se para esta passagem:

      "De maneira que a lei nos serviu de aio, para nos conduzir a Cristo, para que pela fé fôssemos justificados. Mas, depois que veio a fé, já não estamos debaixo de aio." (Gálatas 3:24-25)

      Se eu pudesse grifar, grifaria que já não estamos debaixo do aio. Não estamos! Não precisamos mais cumprir a lei, Jesus já cumpriu ela toda por nós! Quando tentamos cumpri-la, implica que achamos que conseguiremos atingir o padrão de Deus pelas nossas próprias obras, rejeitando assim o sacrifício do Cordeiro.

      Espero de coração que tenha ficado claro Sergio, e muito obrigado por comentar! É bom debater com pessoas que não nos agridem/caluniam/acusam apenas por termos pensamos contrários.
      Um abraço, e que o Espírito Santo te dê cada vez mais discernimento quanto à Sua Palavra.

      Em Cristo.
      Leandro

      Excluir
    6. Que o Espírito Santo lhe conceda o discernimento necessário, amigo. A lei de Deus é uma só e não permite dúvidas nem emendas.

      Excluir
    7. Só um momento irmão, quando se. Refere a lei, no meu entendimento acredito que era para o povo judeu e não para o gentio. Se fosse assim todos estariamos no mato sem cachorro. Paulo levou a palavra da salvação para os gentios e nao a lei que somente sufoca todos. Busque através da oração e te ouvirá. Amém!

      Excluir
    8. Porque todos apagaram da história de cristo que ele era judeu? Ele foi circuncidado como a lei ordena, sobre o sábado? ele nunca disse para não observar o sábado, o que ele disse foi que a vida é mais importante que o preceito, o que é uma visão judaica, ele disse tbém: thiago 2 :10 Porquanto, quem obedece a toda a Lei, mas tropeça em apenas uma das suas ordenanças, torna-se culpado de quebrá-la integralmente. Em Mateus 5:17-18, Jesus disse: “Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas, não vim para revogar, vim para cumprir. Porque em verdade vos digo, até que o céu e a terra passem, nem um i ou um til jamais passará da Lei, até que tudo se cumpra.” Outra questão é, para sabermos se cristo é o messias, devemos comparar sua história com as profecias que estão na bíblia sobre ele certo??
      Então vamos lá:
      Há alguma profecia relatando que ele viria e revogaria a lei?
      há alguma profecia que afirma ser ele a encarnação do próprio deus, para nós o adorarmos?
      há alguma profecia que relata que o messias criaria uma nova religião?
      há alguma profecia que relata que o messias mudaria todo o conceito do povo, que foi moldado pelo próprio Deus?
      Sei que a resposta será não para todas as minhas perguntas, se o próprio Deus me manda cumprir a lei, eu cumpro.
      Se o próprio Deus fala que não há outro fora dele, então não há.
      Se o próprio Deus faz uma aliança eterna, quer dizer que é para sempre, então o messias não pode mudar o que foi determinado como eterno.
      O messias veio para cumprir a lei, ele veio para mostrar á todos que é possível cumpri-la, ele veio para ser a porta para aqueles que querem voltar á Deus, ele é nossa porta e ADONAI é o único digno de toda a adoração, não me converto a cristo, me converto a D'us:só há um Deus e fora de mim não há outro. Se Ele falou, pode passar céus e terra, pode levantar mortos, pessoas voarem pelos céus, que eu jamais me curvarei a outro que não seja meu D'us.
      Estudem, pesquisem, busquem a verdade.
      Pois o próprio D'us advertiu muitas vezes na torah sobre o que iria acontecer, o mundo de hoje esqueceu do Rei, adoram ao príncipe, vivem e morrem por ele, mas esqueceram do Rei.
      Sirvam ao Rei.

      Excluir
  10. ÍVoce citou [Mt 19:18-19].comentou: O mais peculiar é que Jesus nem ao menos cita o sábado. Se realmente este fosse importante, não teria Jesus perguntado ao rapaz?
    Agora eu pergunto:
    Se pelo fato de Jesus não ter dito ao moço – “Lembra-te do Sábado, para o santificar”, Jesus cancelou este mandamento; então o Mestre fez pior, ao omitir a proibição daquilo que é repulsivo para Ele próprio e para Seu Pai, que é a idolatria, admitindo a negação do próprio Deus. Sim, porque Jesus também não recitou para o moço: – “Não terás outros deuses diante de Mim;... não farás para ti imagens de escultura...”
    Por estas omissões de Jesus, deixaremos de cultuar a Deus, ou estamos livres para adorar ídolos? Lógico que não! Então, não podemos aceitar uma declaração e negar a outra, certo? Sabe, aquele moço era um israelita fiel na guarda do Sábado, como aliás, todos os judeus religiosos o eram. Para eles, o mandamento do Sábado era o de maior valor, porque eram desamorosos até mesmo com seus pais, avarentos, indiferentes às necessidades dos pobres e grandemente cobiçosos. Por isso, Jesus mencionou para o moço, somente os mandamentos da segunda tábua de pedra que escreveu com Seu dedo, no Monte Sinai, e que apresenta nossa obrigação para com o próximo.
    Quanto ao Sábado, estavam todos certos, é o dia de guarda, Jesus não precisaria relembrar-lhe. Jesus apenas focalizou o que jovem rico negligenciava em Sua lei.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Waldisnei, muito obrigado por comentar!

      Desculpe, mas tenho que discordar de você. Lendo o contexto da passagem do jovem rico, vemos Jesus falando exatamente sobre idolatria ao jovem rico! Talvez não a idolatria em forma de imagens, mas a idolatria aos bens e ao que é material, que tem o mesmo valor para Deus - pecado de qualquer jeito. Mas em essência, o foco é idolatria. Jesus não está permitindo de forma nenhuma a adoração de quaisquer forma de ídolos.

      Por outro lado, como disse na postagem, Jesus sequer cita o Sábado, nem explícita, nem implicitamente. Seja no contexto ou em quaisquer outras passagens dos Evangelhos, diferentemente da adoração de ídolos, que Jesus foi terminantemente contra:

      "Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom." (Mateus 6:24)

      Quanto a sua última frase, Jesus não focalizou o que o jovem rico negligenciava em Sua lei, o próprio jovem rico diz no versículo posterior: "Tudo isso tenho guardado desde a minha mocidade..." (Mateus 19:20). Se Jesus tivesse dito apenas o que o jovem negligenciava, e este tivesse mentido, Aquele certamente o repreenderia por isso, mas Jesus segue dizendo que se o jovem quisesse ser perfeito não conseguiria pela lei, mas por aceitá-lo como Senhor (abandonar seus ídolos, as riquezas, e segui-lo).

      Espero ter respondido a dúvida, qualquer coisa manda uma réplica aí.
      Em Cristo,
      Leandro

      Excluir
  11. Concordo com vc Forte Fundamento,
    Gostaria que me tirasse uma duvida...se Deus falou que a guarda do sábado seria um sinalpara sempre pelas gerações perpétuas com o povo de israel,porque Jesus pregou aos judeus que não era pra guardar mais este sinal perpétuo?e os judeus que creram em jesus, vão deixar de ter este sinal que Deus ordenou.
    graça e paz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com base no verso de Isaías 58:13,14 que diz:

      "Se desviares o teu pé do sábado, de fazeres a tua vontade no meu santo dia, e chamares ao sábado deleitoso, e o santo dia do Senhor, digno de honra, e o honrares não seguindo os teus caminhos, nem pretendendo fazer a tua própria vontade, nem falares as tuas próprias palavras,
      Então te deleitarás no Senhor, e te farei cavalgar sobre as alturas da terra, e te sustentarei com a herança de teu pai Jacó; porque a boca do Senhor o disse."

      Vemos que a guarda do Sábado (exclusiva para os Judeus de sangue, ou seja, descendentes diretos de Abraão) é para não fazer a própria vontade, mas a vontade de Deus. Jesus é Deus Filho, e ordenou ao paralitico que carregasse sua cama (Respaldado na Lei), Jesus disse, fazer o bem aos sábados é lícito, Jesus nunca transgrediu o Sábado, pois, como Judeu, deveria cumprir a torah. a parte que diz que os discípulos segavam e comiam é obvia: como poderiam eles chamar o Sábado deleitoso estando eles com fome? Os Fariseus perverteram o povo, colocando fardos pesados, mas Jesus - Aquele que é o detentor da verdade - Sabe o significado verdadeiro da palavra, Ele é a palavra de Deus encarnada e explicou tudo direitinho.

      Excluir
  12. Vc disse bem os judeus. Sou cristã. Sou dicípulo e Jesus. Que curou no sábado e que mandou o homem carregar a cama.

    ResponderExcluir
  13. Achei interessante a opiniao de todos ... mas gostaria de deixa um versiculo para todos refletirem e deixar suas opinioes... 2 pedro cap.3:15,16,17e 18q diz a respeito as cartas de paulo haver pontos dificeis de entender e q os indoutos e constantes torcem , e de igual modo as (outras escrituras) para sua propria perdiçao...
    E em relaçao ao sabado (shabath) Yeshua nao veio abrogar mas cumpi toda a lei dando testemunho e sendo exemplo...1-joão cap.2:4 e 5 nos diz a respeito de observarmos os mandamentos (incluindo o sabado - shabath) e o q se vê em muitos versiculos do novo testamento é uma confusão devido ha distorções e contradições de pessoas ( tradutores) com segundas intenções excluindo a vedade pura de todos aqueles q querem chegar ao Eterno...
    obs... Recomendo a verçao da biblia Hebraica e Aramaica (Peshitta) onde todas as adulteraçoes estao restauradas , igual o original, em plena harmonia... garanto q este pontos sobre as leis serem cumpridas ou nao , será mais facil a compreençao da verdade sobre gentios e judeus ... abraços a todos


    Que o Hashem vos abençoe... Shalom Adonay.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Percebe-se a tendencia Judaica com que falas, aparentemente és Judeu Messiânico ou alguma denominação Judaizante. Mas deixando as denominações de lado vamos analisar uns pontos. Atos 15 todo fala sobre a observância da Lei nos gentios, mas no versículo 5 diz:
      "Alguns, porém, da seita dos fariseus, que tinham crido, se levantaram, dizendo que era mister circuncidá-los e mandar-lhes que guardassem a lei de Moisés." havendo discussão séria na Igreja ficou acordado o seguinte conforme Atos 15:19,20:

      "Por isso julgo que não se deve perturbar aqueles, dentre os gentios, que se convertem a Deus.
      Mas escrever-lhes que se abstenham das contaminações dos ídolos, da fornicação, do que é sufocado e do sangue."

      E qual foi o resultado disso Atos 15:31:

      "E, quando a leram, alegraram-se pela exortação."

      Shalom Aleicha, Ve'Yevarechecha YHWH.

      Excluir
  14. E proferirá palavras contra o Altíssimo, e destruirá os santos do Altíssimo, e cuidará em mudar os tempos e a lei; e eles serão entregues na sua mão, por um tempo, e tempos, e a metade de um tempo. Daniel 7:25

    Não penseis que vim revogar a lei ou os profetas; não vim revogar, mas cumprir. Mateus 5:17

    Sinto que há uma incoerência do blogueiro! Desculpas meu amigo
    Pode um versículo difamar o outro? pode DEUS pai falar "A" e JESUS falar "B"?

    Jesus, porém, conhecendo os seus pensamentos, disse-lhes: Todo o reino dividido contra si mesmo é devastado; e toda a cidade, ou casa, dividida contra si mesma não subsistirá. Mateus 12:25

    Lembre amigo Jesus veio para nos salvar! Os judeus assim como você citou mesmo fazem centenas de rituais em cima de um mandamento,,, o mandamento se torna tão pesado que ninguém aguenta; realmente isso não é descanso... Jesus nos deu o exemplo de trabalhar para Jesus! Ou você nunca se atentou o porque que a NOVO TEMPO trabalham ao vivo? Mais Ele nunca colocou a lei acima dEle como forma de salvação! e lembrando não houve necessidade de Jesus e de quaisquer outro profetas ou apostolo em questão a guarda do sábado porque assim como o dízimo nunca foi questionado rsrsrs não haveria necessidade de lembrá-los pois eles o colocavam em 1°mandamento "o mais precioso" o mandamento em que eles guardavam tanto que deixaram de lado os outros... mais engraçado me desculpa a pergunta porque vocês não questiona o dízimo? ora o dízimo é lei nem foi escrito pelos dedo de DEUS! óbvio por intermédio dos profetas é claro... fico triste com isso - quando se meche com os vossos bolsos ninguém ousa abri a boca... dou o dízimo e oferta, guardo o sábado, não mato, faço isso assim como todos nós o façamos porém tudo na mesma proporção são 10 mandamentos? 10 = 100... a proporção que eu dou são 10 pra cada um seja os 10 mandamentos e todas as lei do tipo "DÍZIMO"

    Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo.
    E ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo.
    E nisto sabemos que o conhecemos: se guardarmos os seus mandamentos.
    Aquele que diz: Eu conheço-o, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade.
    Mas qualquer que guarda a sua palavra, o amor de Deus está nele verdadeiramente aperfeiçoado; nisto conhecemos que estamos nele.
    Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou.
    Irmãos, não vos escrevo mandamento novo, mas o mandamento antigo, que desde o princípio tivestes. Este mandamento antigo é a palavra que desde o princípio ouvistes.

    1 João 2:1-7

    ResponderExcluir
  15. Nossa quanta discussão, prefiro ficar no versículo que diz: esse povo erra por não ter conhecimento, e entendo conhecimento como/; não conhecimento humano, mas conhecimento de Deus. Quer saber, prefiro os dois sábado e domingo...! e vejo o sábado escolhido por Deus para descanso, e adoração a ELE, domingo também se adora...! e como o versículo citado,Mc 2,27. penso que o versículo quer que entendamos que o sábado foi feito para o homem, ou seja, descanso! e não o homem para o sábado! ficar restrito a ele (sábado). por isso Jesus fazia suas maravilhas nos sábados.

    ResponderExcluir
  16. Jesus disse que até do sábado é Senhor...então ele estar acima do sábado...e o fim da lei...da lei.... da lei... da le... é Cristo!

    ResponderExcluir
  17. "Assim ainda fica para o povo de Deus um descanso, como o descanso de Deus no sétimo dia. (Hebreus 4:9) Feliz sábado!

    ResponderExcluir
  18. Bom dia amados, venho humildemente deixar algumas explicações que estão no livro deixado por Deus a todos os seus filhos. Minha intenção não é a discussão apenas esclarecer alguns pontos que muitas vezes não são entendidos e por isso causa controvérsias entre muitos irmãos.
    . A passagem do jovem rico cita apenas alguns mandamentos da lei de Deus e isso não quer dizer que os demais mandamentos não tenham valor. Jesus falou para alguém que já era conhecedor da lei, e por isso não precisou terminar de citar todos os mandamentos, mas que o jovem precisava entender seu real significado. A lei sempre irá existir, ela é eterna (Salmos 119) Os dez mandamentos são eternos, Jesus não veio para abolir a lei. ”Não penseis que vim revogar a lei e os profetas; não vim revogar, mas cumprir (Mateus 5:17).
    Jesus veio a este mundo para salvar, e já nos salvou, Cristo nos salvou aleluia! Será que já percebemos á grandeza de estarmos salvos? Estamos salvos! Podemos viver uma vida de pecado se estamos salvos? Não podemos! Jesus veio para nos mostrar o real significado da lei, não cumprir pela letra, como um robô obedece a comandos, mas como filhos de Deus que o amam, porque ele nos amou primeiro, e nos deu a sua lei para que pudéssemos viver felizes, foi para nossa felicidade e salvação que Deus criou sua lei, mas como o ser humano distorce tudo, Jesus explicou tantas vezes, porém o ser humano continua sem entender. A lei de Deus é simples, “Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento.
    E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes” (Marcos 12:30-31). Sendo assim o que é amar ao próximo? O que é amar a Deus? Observemos pois a lei:

    ResponderExcluir
  19. “Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma”
    1- Então falou Deus todas estas palavras, dizendo: Eu sou o Senhor teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão. Não terás outros deuses diante de mim.

    2- Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam. E faço misericórdia a milhares dos que me amam e aos que guardam os meus mandamentos.


    3- Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão; porque o Senhor não terá por inocente o que tomar o seu nome em vão.

    4-Lembra-te do dia do sábado, para o santificar. Seis dias trabalharás, e farás toda a tua obra. Mas o sétimo dia é o sábado do Senhor teu Deus; não farás nenhuma obra, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o teu estrangeiro, que está dentro das tuas portas. Porque em seis dias fez o Senhor os céus e a terra, o mar e tudo que neles há, e ao sétimo dia descansou; portanto abençoou o Senhor o dia do sábado, e o santificou.

    “Amarás o teu próximo como a ti mesmo”

    5 - Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o Senhor teu Deus te dá.

    6 - Não matarás.

    7 - Não adulterarás.

    8 - Não furtarás.

    9 - Não dirás falso testemunho contra o teu próximo.

    10 - Não cobiçarás a casa do teu próximo, não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo.

    Não precisamos ter dúvida alguma, cristo nos ama e tudo o que fez foi para nossa felicidade! A lei de Deus é eterna, não se esqueçam de cumpri-la com amor e por amor a Deus que nos amou primeiro, e que deu a sua vida por nós, e quanto ao sábado, que era o centro das atenções, ele é o dia que o senhor escolheu para o adorarmos e o santificarmos. Deus conhece nosso coração e por isso disse Lembra-te do dia do sábado... pois sabia que iríamos esquecer, portanto nos lembremos, só existe uma lei a ser cumprida e é esta, o que passar disso é invenção de homens e esquecimento. Fiquem na paz e orem a Deus diariamente e leia sua palavra para que não venham a ser confundidos.

    ResponderExcluir
  20. O texto de Oséias 2.11 que está sendo apontado aqui como uma profecia sobre Israel e a quebra do Shabad está sendo tirado do contexto e da história da situação presente de Israel. Se assim for como querem os que montaram o estudo sobre o assunto, teremos um problema muito grande na Torá onde a ordenação do Shabat foi feita de forma ETERNA e isso leva a um grande problema, faltou onisciência ao Deus para imaginar que lá na frente ele iria mudar sua palavra quando disse ETERNA.

    ResponderExcluir
  21. Você já percebeu que Jesus jamais falou contra a Lei?

    João 14:15 “Se me amardes guardareis os Meus Mandamentos” João 14:15
    E Jesus ainda continua dizendo no João 14:21 “Aquele que tem os Meus Mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele”.

    João 15:10
    “Se guardardes os meus Mandamentos, permanecereis no meu amor; do mesmo modo como eu tenho guardado os Mandamentos de meu Pai e permaneço no seu amor”.
    Você viu que Jesus chama a lei de “meus Mandamentos”?
    E de Mandamentos de meu Pai, sabe porquê?

    Êxodo 31:18 “E tendo Deus acabado de falar com ele no monte Sinai, deu a Moisés as duas tábuas do testemunho, tábuas de pedra, escritas pelo próprio dedo de Deus” Êxodo 31:18
    Porque foi o próprio Deus que escreveu com as suas próprias mãos. Portanto os 10 Mandamentos não são Lei de Moisés, mas sim Lei de Deus e também de Jesus.
    ONDE NA BIBLIA DIZ QUE OS 10 MANDAMENTOS SÃO DE MOISES?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. João 15:12 : E o meu mandamento é este: que vos ameis uns aos outros, assim como Eu vos amei.

      Excluir
  22. Você já percebeu que Jesus jamais falou contra a Lei?

    João 14:15 “Se me amardes guardareis os Meus Mandamentos” João 14:15
    E Jesus ainda continua dizendo no João 14:21 “Aquele que tem os Meus Mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele”.

    João 15:10
    “Se guardardes os meus Mandamentos, permanecereis no meu amor; do mesmo modo como eu tenho guardado os Mandamentos de meu Pai e permaneço no seu amor”.
    Você viu que Jesus chama a lei de “meus Mandamentos”?
    E de Mandamentos de meu Pai, sabe porquê?

    Êxodo 31:18 “E tendo Deus acabado de falar com ele no monte Sinai, deu a Moisés as duas tábuas do testemunho, tábuas de pedra, escritas pelo próprio dedo de Deus” Êxodo 31:18
    Porque foi o próprio Deus que escreveu com as suas próprias mãos. Portanto os 10 Mandamentos não são Lei de Moisés, mas sim Lei de Deus e também de Jesus.
    ONDE NA BIBLIA DIZ QUE OS 10 MANDAMENTOS SÃO DE MOISES?

    ResponderExcluir
  23. O interessante que muitos cristãos vão pelo versiculos de [Mt 22:37-39]agora me fala uma coisa,e o pior que muitos seguem ,o segundo mandamento de Deus,que é não adorar imagens e escultura,entenda uma coisa dessa,outros falam que é salvo pela graça,sim nós somos salmos pela graça,mais mediante a fé em jesus cristo,então viva pela fé e não seja obediente a Deus não,então eu posso matar,posso rouba,posso adultera,mais é cada uma que eu vejo,se muitos vão pelo novo testamento lá é o que mais fala sobre o sábado!!!

    ResponderExcluir
  24. os adv 7 dia dizem que que a lei falada nos textos nao sao dos dez mandamentos somente as cerimonias isso é por que eles nao considera a palavra de Deus ,pós em romanos diz claramente que essa lei tambem é os dez mandamentos romanos 7:1-6 lá sita as leis dos dez mandamentos que foi abolido .obeserve que a palavra abolir nao é destruir leia o deicionario.

    ResponderExcluir
  25. ou unknown por que nao estamos debaixo da lei ,que poderemos matar e roubar a lei ja mostrou que isso é errado e Deus nao aprova isso, A LEI ja cumpriu a tarefa ,nos levou ate cristo jesus nosso senhor, a lei serviou de aiu ou tutor , para nós .e apalavra de Deus diz claramente nao julge quem considera um dia mais importante ,mas tabem diz :NAO JULGUE O QUE CONSIDERA TODOS OS DIAS COMO IQUAIS . isso esta escrito .

    ResponderExcluir
  26. ou amigo onde diz que JESUS É DEUS ,O PAI ENCARNADO?

    ResponderExcluir
  27. ou unknown por que nao estamos debaixo da lei ,que poderemos matar e roubar a lei ja mostrou que isso é errado e Deus nao aprova isso, A LEI ja cumpriu a tarefa ,nos levou ate cristo jesus nosso senhor, a lei serviou de aiu ou tutor , para nós .e apalavra de Deus diz claramente nao julge quem considera um dia mais importante ,mas tabem diz :NAO JULGUE O QUE CONSIDERA TODOS OS DIAS COMO IQUAIS . isso esta escrito .

    ResponderExcluir
  28. Olá amigos, eu li o post e também todos os comentários. Sem querer ferir sensibilidades(pois acredito que este também não é o objectivo do blog), devo dizer que não devemos justificar a nossa incapacidade de obedecer a lei com o esforço de abolí-la (isso é procurar pêlo no ovo). É verdade que somos pecadores (transgredimos todos os dias) precisamos do advogado - Jesus. O que eu acho um tanto irónico é o seguinte: Dizem que os dez mandamentos foram abolidos e que vigora agora o "novo" mandamento dado por Cristo: o amor! Pergunto como se ama? Como se obedece esse mandamento? Se por amar o meu próximo, não devo matá-lo (um dos dez mandamentos), não devo roubá-lo (um dos dez mandamentos), não devo cobiçar o que lhe pertence (um dos dez).... e por amar a Deus não devo ter outros deuses (um dos Dez mandamentos), não devo desrespeitar o Seu nome (um doz dez mandamentos), então, porquê também também não devo reconhecer que Ele é o Criador dos Ceus, a terra e tudo o que neles há e que Ele é o nosso Senhor(conforme a sequência do 4º Mandamento)!!? Outro ponto a considerar: Se o sábado, pelo facto de ser recomendada a sua lembrança como Dia Santo ao povo de Israel e que por isso não nos abrange porque "nós não somos Israel", então então, a nossa Bíblia, teria apenas o Livro do Apocalípse (Para o tempo do fim) e algumas passagens de Daniel. Pois, Romanos foi escrito aos Romanos, Gálatas, aos Gálatas, Hebreus aos Hebreus, etc. Porquê temos esses livros como base para a nossa conduta cristâ!!? Entendem as incoerências para se "Justificar" a desobediência. Se alguém paga por ti a multa por quebrares uma regra de trânsito, não significa que depois disso tens autotização continuar a quebrâ-las. Cristo nos Libertou da maldição da lei. Qual é essa maldição? A morte. Pois o salário do pecado é a morte e Cristo morreu por nós. E isso não quer dizer que devemos continuar a pecar (Pecar = Transgredir a Lei/ Lei que inclui o 4º Mandamento - Satificação do Sábado). Que a paz do Senhor esteja convosco.

    ResponderExcluir
  29. Boa dia amigos só uma questão? Porque todos os mandamentos de Moisés ainda estão em vigor e somente o sábado foi abolido? Não vi isso em nenhum lugar na Bíblia então prefiro seguir o sábado de Jesus fazendo o bem a obra de amor que Ele nos ensinou pois isso e lícito, fica uma dica e melhor errar por fazer então prefiro aceitar o sábado como o dia do Senhor; Ha só pra ressaltar não sou adventista sou evangélico e frequento a igreja Batista. Um grande abraço a todos.

    ResponderExcluir
  30. SE O SABADO NAO FOSSE MANDAMENTO DE DEUS PARA TODOS OS QUE QUEREM REALMENTE SERVIR A DEUS....SATANAS NAO TERIA TANTO EMPENHO ATRAVES DOS HOMENS EM MUDA-LO..

    ResponderExcluir
  31. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  32. Querido irmão incredulo a palavra Deus em galatas cap.3 v.10,11 fala desse problema enfrentado por o apostolo se nós olharmos para cap
    3 v 1,2 Paulo foi levantado para esse proposito por pedro não andava conforme a verdade do evangelho veja ainda gálatas cap.2,v 11 ao 16 no versículo 21 entenda a palavra porque Jesus disse que as trevas cegaram o olhos v.21 não anulo a graça de Deus.porque,se ajustiça provém da lei,segue-se que cristo morreu em vâ.portante os adventistas não tem Deus porque Jesus disse que bom pastor da a ç pelas ovelhas em joâo cap.10 no ver.26 mas vós não credes porque não sois das minhas ovelhas como já volo tenho dito .v27 as minhas ovelhas ouvem a minha voz , e eu conheço-as e elas me seguem em atos alguns da seita dos fariseus crido levavam este problema para em cp.15 v.10 ao 18 e 19 mais escrevelo para que entenda v.19 por isso julgo que não se deve perturbar aqueles ,que dentre os gentios,que convertem a Deus. V.20mas escreve que se abstenham das contaminações dos ídolos .da relação sexsual que fornicaçao sangue de animal sufocado.se ainda nâo crer ja esta perdido prega o amor de jesus cristo e esquece do sabado .Deus é maior que o sábado .porque pouco de fermento estraga toda massa.jesus te ama

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo era fariseu e bem sabemos que fariseu guardava lei Paulo na aos corintios capitulo 9 porque eu sou o menor dos apóstolos que não sou digno de ser chamado apóstolo, pois que persegui a igreja de Deus. V10 mas pela graça de Deus sou o que sou.e a sua graça para não foi, vã antes trabalhei muito mais do que todos eles todos eles,todavia não eu , mas o graça de Deus que esta comigo.visto que ele fala que ao cansou misericórdia olhe em Timóteo ele da testemunha sua vida na primeira carta a Timóteo cp.1 v12 eu dou graça ao que me tem confortado,a cristo jesus Senhor nosso ,porque me teve por fiel, pondome no ministério. V13 a mim,que dantes fui blasfemo,perseguidor e injurioso mas alcancei misericórdia porque o fiz ignorantemente na incredulidade .v 14 e a graça de nosso Senhor superabundou com a fé e amor que há em jesus cristo.ver15 e 16 você que ele dava testemunha que graça tinha ao cansado ele antes fanatico pela lei mais não tinha Deus na sua vida.continuaçao

      Excluir
  33. A palavra de Deus é sagrada, Deus é imutável. Aonde está escrito na bíblia que nós não devemos guardar o sábado?
    Todo o problema que o homem enfrenta, é consequência da desobediência à vontade de Deus.
    Se toda e qualquer alma vivente obedecer a Deus, certamente, viverá!
    Quem conhece a verdade, sabe a qual Vida me refiro.
    Louvado seja Deus em nome de Jesus Cristo.

    ResponderExcluir
  34. Todos somos importante para Deus. Se realmente Ele notar sinceridade em nossos corações, pode acreditar, Ele criará um meio para nos salvar ou nos reciclar espiritualmente. Por esse motivo procuro o tempo inteiro buscar esse Deus que é tão maravilhoso. Se cada um de nós fizer-mos o mesmo certamente notaremos o tempo em que perdemos debatendo enquanto tantas vidas lá fora estão padecendo de todo tipo de necessidade. Havemos de ter boas palavras para os desanimados o alimento aos famintos, pois é a religião perfeita. Tiago 1:27

    ResponderExcluir
  35. Se Deus e Jesus, e Deus escreveu com seu próprio dedo as leis, e o próprio Cristo afirma que não veio revogar a lei mais cumprir, pode o homem querer desvincular um mandamento para o seu próprio deleite. De maneira nenhuma tudo o que Deus fez satanás quer fazer diferente,Deus fez o homem para a mulher,e o diabo quer que o homem ou a mulher sejam homossexuais distorcendo a vontade do pai, Deus nos lembra do memorial de sua Criação no sábado e fez o senhor Deus toda a criação e descansou no sábado, aí vem satanás e quer tirar o sábado da lei para incluir outro dia,pense meu amigo e amiga há quem VC obedece a Deus ou ao homem, faça sua escolha eu fiz a minha obedecer a Cristo Jesus e seus mandamentos, leia 1joao cap 3 vers 4, que Cristo esteja com todos vocês amém.

    ResponderExcluir
  36. Diante de tantas tentativas de mudar aquilo que o Eterno disse que seria "eterno" que é justamente o Sábado...eu prefiro ficar com o que JESUS CRISTO disse: "Porque o Filho do homem até do sábado é Senhor".
    Mateus 12:8 Ora, se JESUS é o senhor do Sábado, onde está escrito que ele passou essa autoridade para alguém, de mudar o Sábado para o Domingo?...Eu, guardarei o sábado pois é mandamento de DEUS e Jesus como Filho, jamais iria contra a Autoridade do Pai, por isso cumpriu toda a Lei, não a modificou. Fiquem na Paz!

    ResponderExcluir
  37. AS SETE VERDADES BÍBLICAS SOBRE O SÉTIMO DIA.



    A maioria cristã faz uma tremenda confusão a respeito de sábados e domingos. Os cristãos, em minoria, julgam corretamente que o Criador, que nunca muda, jamais aceitaria que uma só de suas leis fundidas nas Rochas Sagradas pudesse ser “lixada” pelos homens, portanto, creem firmemente que o Sábado é o Dia do Senhor. Outra parte considerável crê que Jesus teria revogado todas as dez leis a favor da religião da graça e da liberdade. Uma terceira parte, bem maior, prefere crer que pela ressurreição de Jesus ele teria revogado o Quarto Mandamento a favor do domingo, permanecendo, então, como válidos, os demais mandamentos (nove).

    ONDE ESTÁ, ENTÃO, DE FATO E DE DIREITO, A VERDADE BÍBLICA? Ora, vamos colocá-la aqui, resumidamente, mas de modo tão legítimo, tão cristalino e conclusivo que não dará chance alguma a qualquer refutação, sem se ingressar no farisaísmo religioso (o que é pior do que não ser cristão).

    Vamos às Sete Verdades que não têm como ser desmentidas, pois Está Escrito:

    1) O Mandamento do Sétimo Dia foi instituído na Criação do mundo (Gênesis 2:3), não para o próprio Criador, pois em sua perfeição jamais criaria um Mandamento para si próprio, não tem como e, como Espírito Perfeito jamais se cansa, então o Mandamento do sábado foi criado para o homem, pois ele, sim, necessita de um dia de descanso na semana. O próprio Jesus legitimou isso no Evangelho ao reger:

    “O sábado foi estabelecido por causa do homem, e não o homem por causa do sábado; de sorte que o Filho do homem é, também, o Senhor do sábado”. Jesus Cristo, em Marcos 2:28. Se o Filho de Deus afirmou que o sábado foi criado para o homem, então o sábado foi criado para a Humanidade, assim como os castigos promulgados contra Adão e Eva foram, também, dirigidos à Humanidade.

    Quanto a ser o Senhor do sábado, Jesus também afirmou que é maior que o Templo (Mateus 12:6, maior que Abraão (João 8:57), maior que Jonas (Lucas 11:32), maior que Salomão (Mateus 12:42) e mais importante que Jacó, sem desmerecer qualquer um deles, portanto, também não desmereceu o santo sábado, pois é o Senhor de Tudo, pois está Escrito que Deus lhe deu toda a autoridade sobre tudo o que existe:

    “Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra”. Jesus, em Mateus 28:18,

    2) A maioria evangélica, católicos e ortodoxos julgam, temerariamente, que a Ressurreição de Jesus teria anulado, teria riscado das Rochas de Deus o Mandamento do Sétimo Dia, dando lugar ao primeiro dia da semana, o tal domingo, mas isso é absolutamente impossível, pois não há uma só linha no Evangelho que autorize tal mudança, mesmo porque Está Escrito que Deus Nunca Muda em suas Promulgações à Humanidade:

    “Seca-se a erva, e cai a flor, soprando nela o Espírito do Senhor. Na verdade o povo é erva. Seca-se a erva, e cai a flor, porém a palavra de nosso Deus subsiste eternamente”. Isaías 40:7. Continue a ler.

    ResponderExcluir
  38. “Porque toda a carne é como a erva, e toda a glória do homem como a flor da erva. Secou-se a erva, e caiu a sua flor, mas a palavra do Senhor permanece para sempre. E esta é a palavra que entre vós foi evangelizada”. I Pedro 1:24.

    Então, segundo as Escrituras, o sábado é para sempre, e se teria havido mudança a respeito, essa foi criada pelo homem e nunca por Deus. Quanto a isso, num descuido, o clero católico confessa, por escrito, o seu gravíssimo erro ao atentar violentamente contra o Sétimo Dia.:

    “A Igreja de Deus, porém, achou conveniente transferir para o domingo a solene celebração do sábado”. Catecismo católico, Edição2, Editora Vozes, Petrópolis, RJ. 1962.

    1) Uma parte dos cristãos julga que Jesus acabou com as leis a favor da graça e da liberdade, mas Jesus fez tudo exatamente ao contrário, pois legitimou TODAS as leis do Decálogo em sua primeira pregação à Humanidade, no Sermão do Monte e ainda amentou o grau de observação em algumas das 10 leis (Mateus, 5:21 a 32.

    “Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til jamais passará da lei sem que tudo seja cumprido”. Jesus, em Mateus 5:17 a 37. Está Escrito que tudo será cumprido na Consumação dos Séculos, no Grande Dia de Jesus, quando os Portais do Reino de Deus serão abertos aos mortais de Jesus, antes fechados desde Adão e Eva (João 14:1 a 3, como também em 1 Tessalonicenses 4:13 a 17).

    Se Jesus Cristo afirmou que das leis de Deus Pai nem mesmo um simples til se poderá retirar, é absolutamente impossível atentar contra a lei do sábado, pois o Quarto Mandamento contém 80 palavras ou 433 caracteres. E assim, pelo menos até o Grande dia da Volta de Jesus, o sábado é para sempre!

    2) A ampla maioria cristã alega que em sua vida pública Jesus teria violado os sábados ao trabalhar nesse dia, mas quem o acusou de violar os sábados foram os fariseus, os filhos do diabo, assim como Jesus Cristo os nomeou em João 8:44. A respeito dessa acusação dos filhos de Satanás, vamos ver que Jesus respondeu a eles que apenas APARENTAVA que ele desrespeitava os santos sábados:
    “Se o homem recebe a circuncisão no sábado, para que a lei de Moisés não seja quebrantada, indignais-vos contra mim, porque no sábado curei de todo um homem? Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça”. Jesus, em João 7:23 a 24

    “E, tomando a palavra o príncipe da sinagoga (filho do diabo acusador), indignado porque Jesus curava no sábado, disse à multidão: Seis dias há em que é mister trabalhar; nestes, pois, vinde para serdes curados, e não no dia de sábado. Respondeu-lhe, porém, o Senhor, e disse: Hipócrita, no sábado não desprende da manjedoura cada um de vós o seu boi, ou jumento, e não o leva a beber? E não convinha soltar desta prisão, no dia de sábado, esta filha de Abraão, a qual há dezoito anos Satanás tinha presa?”. Lucas 13:14-16, Jesus revela que o amor de caridade tem preponderância sobre qualquer lei (1 Coríntios 13:13)..

    “E, estava ali um homem que tinha uma das mãos mirrada; e eles (os fariseus do diabo), para o acusarem, o interrogaram, dizendo: É lícito curar nos sábados? E ele lhes disse: Qual dentre vós será o homem que tendo uma ovelha, se num sábado ela
    Continue a ler

    ResponderExcluir
  39. cair numa cova, não lançará mão dela, e a levantará? Pois, quanto mais vale um homem do que uma ovelha? É, por consequência, lícito fazer bem nos sábados. Então disse àquele homem: Estende a tua mão. E ele a estendeu, e ficou sã como a outra. E os fariseus, tendo saído, formaram conselho contra ele, para o matarem”. Mateus 12:10-14.

    “E os escribas e fariseus (filhos do diabo) observavam-no, se curaria no sábado, para acharem de que o acusar. Mas ele (Jesus) bem conhecia os seus pensamentos; e disse ao homem que tinha a mão mirrada: Levanta-te, e fica em pé no meio. E, levantando-se ele, ficou em pé. Então Jesus lhes disse: Uma coisa vos hei de perguntar: É lícito nos sábados fazer bem, ou fazer mal? salvar a vida, ou matar? E, olhando para todos em redor, disse ao homem: Estende a tua mão. E ele assim o fez, e a mão lhe foi restituída sã como a outra. E ficaram cheios de furor, e uns com os outros conferenciavam sobre o que fariam a Jesus”. Lucas 6:7-11.

    “E dizia-lhes Jesus: Invalidais o Mandamento de Deus para guardardes a vossa tradição”. Jesus, em Marcos 7:9

    1) O sábado é o ÙNICO Mandamento chamado por Deus de Santo e Bendito e o Único estabelecido como UM SINAL entre ele e a Humanidade: “Santificai os meus sábados, pois servirão de sinal entre mim e vós, para que saibais que eu sou o SENHOR, vosso Deus”. Ezequiel 20:20.

    Ora, se o sábado foi estabelecido por Deus como UM SINAL entre ele e a Humanidade, de modo algum jamais sairá dessa condição divina. Quanto aos que julgam que esse Sinal foi dado apenas aos israelitas, então, nesse caso, nós não podemos nos servir de nenhum livro do Velho Testamento, nem dos Salmos, etc. e nem mesmo de Malaquias, muito usado para legitimar os dízimos. É ou não é? Dois pesos e duas medidas não vale! Além disso, abaixo, no capítulo 7, Está Escrito que nós somos os legítimos herdeiros dos israelitas e que Jesus, de todos nós, fez UM SÓ POVO.

    2) Dizem os sábios que um bom exemplo vale mais que mil palavras. É ou não é? É claro que é! então, vamos ver os vários exemplos de Jesus e de sua Igreja Primitiva santificando os sábados (que valem mais que milhões de palavras) até mesmo décadas após a Ressurreição? Essa parte ANULA completamente as pretensões dos que defendem erradamente o domingo “substituindo” o Sábado Santo, solene e Abençoado do Senhor:

    “E, chegando a Nazaré, onde fora criado, (Jesus) entrou num dia de sábado, segundo o seu costume, na sinagoga, e levantou-se para ler”. Lucas 4:16. Jesus, nos concedendo o exemplo, pois segundo o Mandamento e a Tradição israelita, guardou o sábado por toda a sua vida.

    Antes da ressurreição de Jesus, os cristãos faziam do sábado um dia de louvor:

    “O sábado ia começar. Ora, as mulheres que tinham ido da Galiléia com Jesus, indo, observaram o sepulcro onde fora colocado o corpo de Jesus. Voltando, prepararam aromas e bálsamos. No sábado, observaram o repouso, segundo a Lei”. Lucas 23:55 - 56. A Igreja de Jesus, nos concedendo o exemplo. Continue a ler

    ResponderExcluir
  40. Então, Jesus ensinou a sua Igreja a ser também legalista! Vejamos a Igreja Cristã aos tempos de Paulo, décadas depois da ressurreição de Jesus os cristãos de Paulo fazendo do sábado um dia de culto e louvor:

    “No dia de sábado, saímos fora da porta, junto ao rio, onde julgávamos haver um lugar de oração; e, assentando-nos, falamos às mulheres que para ali tinham concorrido”. Atos dos Apóstolos 16:13.
    Esse preceito revela, com toda clareza, de modo irrefutável, um culto de louvor aos sábados pelos cristãos. As mulheres cristãs sempre trabalhavam, só não aos sábados. Então, segundo o preceito acima, estavam em dia de descanso, santificando os sábados assim como os homens! Mas fariseus de quase todas as denominações, também católicos e ortodoxos alegam que a Igreja de Jesus santificava o tal domingo. É possível uma tolice dessas, depois dessas revelações?

    “No sábado seguinte, concorreu quase toda a cidade para ouvir a palavra de Deus, mas os judeus, vendo aquela concorrência, encheram-se de inveja...”. Atos 13:41 - 44.
    Se os judeus encheram-se de inveja não se tratava de uma reunião judia aos sábados, mas sim um culto cristão que reuniu quase toda a cidade para louvar no sábado. Isso não poder ser negado!

    “E todo o sábado, ensinava na sinagoga, persuadindo tanto judeus como gregos”. Atos 18:4.
    Os defensores do domingo, inventado, argumentam, falsamente, que Paulo comparecia às sinagogas dos judeus aos sábados, porque era nesse dia que podia encontrá-los, mas não é o caso aqui, pois, pela sua tradição, os judeus jamais aceitariam que gentios pagãos - no caso presente os gregos - participassem de cerimônias em seus templos, em simples reuniões e nem mesmo jamais aceitariam permanecer com eles ou com outros pagãos no mesmo ambiente. Sabemos que o santo em vida Paulo não ensinava somente aos judeus, mas principalmente aos demais pagãos. Quanto a isso, se os primeiros cristãos guardavam o sábado mesmo após a ressurreição de Jesus, só isso prova a Grande Mentira do tal domingo, um feito gigantesco de Satanás, segundo o Apocalipse 13:7.

    Em Atos dos Apóstolos, conforme a tradição dos apóstolos de santificarem os sábados, um preceito é usado como referência ao Quarto dos Mandamentos:

    “Então voltaram para Jerusalém, do monte chamado Olival, que dista daquela cidade tanto como a uma jornada de sábado...”. Atos 1:12. Ora, ao se referirem a uma jornada de sábado como exemplo pelos apóstolos de Jesus, é certo que se tratava de um preceito em uso.

    “Orai para que vossa fuga não se dê no inverno, nem no sábado”.
    Jesus Cristo, em Mateus 24:20, ressalta, novamente, a grande importância do sábado (nem no inverno que é muito frio, o que dificultaria a fuga dos inimigos romanos (na terrível carnificina, no massacre contra os judeus nos anos 70, no episódio Masada), nem nos sábados porque é o Dia Santo de Deus, consagrado para descanso e louvor.

    1) Os cristãos, em parte, alegam, altamente equivocados, que o Decálogo do Monte Sinai, no qual o sábado está intrínseco, teria sido dado apenas aos israelitas, e não a nós do Evangelho, por isso, alegam que “nós não temos obrigação de guardar”. Mas vejamos que a Verdade do Evangelho de Deus que nos faz herdeiros dos israelitas: Continue a ler

    ResponderExcluir
  41. “E todos os profetas, a começar por Samuel, assim como todos os que depois falaram, também anunciaram estes dias. Vós sois os filhos dos profetas e da aliança que Deus estabeleceu com vossos pais, dizendo a Abraão: Na tua descendência serão abençoadas todas as nações da Terra”. Atos dos Apóstolos 3:24 - 25. Os herdeiros não herdam apenas as bênçãos, mas também as obrigações.

    Novamente, a Verdade do Evangelho faz dos cristãos e de Israel um só povo:

    “Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um e, derrubando a parede de separação que estava no meio, na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz, e pela cruz reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ela as inimizades. E, vindo, ele evangelizou a paz, a vós que estáveis longe, e aos que estavam perto; porque por ele ambos temos acesso ao Pai em um mesmo Espírito. Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos santos, e da família de Deus”. Efésios 2:14 a 19.

    “...na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos que consistia em ordenanças...”. Esse verso, retirado do preceito acima, nada tem a ver com a derrocada do Decálogo, pois sendo isso impossível, o apóstolo Paulo, sempre dirigido pelo Espírito Santo de Deus, se refere às ordenanças e leis antigas, provindas de Levítico, criadas numa época para regular as ações dos israelitas nos difíceis 40 anos de deserto, mas que de forma alguma tiveram lugar no Evangelho de Jesus. E isso Está Escrito em Lucas 16:16, que revela:

    A lei e os profetas vigoraram até João; desde então é anunciado o reino de Deus, e todo o homem emprega força para entrar nele. E é mais fácil passar o céu e a terra do que cair um til da lei. Lucas 16:16 e 17 Esses dois preceitos nos mostram a derrocada (no Evangelho) das leis que escravizavam, que amaldiçoavam e até poderiam nos matar, se tivessem sido integradas no Evangelho. Em seguida a essas colocações, a Palavra de Deus novamente legitima o Decálogo de Deus (as 10 leis).

    “O sábado foi estabelecido por causa do homem, e não o homem por causa do sábado; de sorte que o Filho do homem é, também, o Senhor do sábado”. Jesus Cristo, em Marcos 2:28, respondendo à irritação dos judeus quando permitiu que seus amigos colhessem espigas (Mateus, 12:1), com o objetivo de mostrar que o amor de caridade tem de sobrepor-se a toda e qualquer lei, pois é maior que a fé (1Coríntios 13:13) e, por isso, tem de sobrepor-se até mesmo ao mandamento do Sábado, pois seus amigos estavam com fome pelas longas caminhadas. Da mesma forma, Jesus citou Davi que, com fome, ele e os seus amigos avançaram e comeram dos pães sagrados do templo, coisa proibida até para o rei, pois em ambos os casos não se poderia transferir a solução para o dia seguinte. Essa é a regra do sábado santo.
    Nesse mesmo preceito, Jesus legitima o sábado mais uma vez: o sábado foi criado pelo Deus Imutável por causa do homem. Portanto, enquanto existir o homem na Terra os sábados terão de ser observados, pelo menos pelos cristãos. E inegavelmente é mais uma Verdade do Senhor Deus que não pode ser contestada por ninguém, e de modo algum!

    Para aquele que julga que todos os dias são de Deus, isso é verdade, mas só um ele elegeu como Um SINAL entre ele e o homem e o único dia que nomeou como Santo e Bendito.

    No arquivo anexado temos um escrito que completa perfeitamente esse presente, de nome O Tratado sobre as leis de Deus, onde nos mostra como o sábado de Deus foi corrompido e porquê.

    Quem precisa de mais que isso para inteirar-se de que O SÁBADO É PARA SEMPRE??? PONTO FINAL!

    www.segundoasscrituras.com.br, no qual existe um arquivo completo sobre as leis de Deus. O Tratado Sobre as Leis d Deus, número 119 da página 2 do site

    Waldecy Antonio Simões. walasi@uol.com.br

    ResponderExcluir
  42. “E todos os profetas, a começar por Samuel, assim como todos os que depois falaram, também anunciaram estes dias. Vós sois os filhos dos profetas e da aliança que Deus estabeleceu com vossos pais, dizendo a Abraão: Na tua descendência serão abençoadas todas as nações da Terra”. Atos dos Apóstolos 3:24 - 25. Os herdeiros não herdam apenas as bênçãos, mas também as obrigações.

    Novamente, a Verdade do Evangelho faz dos cristãos e de Israel um só povo:

    “Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um e, derrubando a parede de separação que estava no meio, na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz, e pela cruz reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ela as inimizades. E, vindo, ele evangelizou a paz, a vós que estáveis longe, e aos que estavam perto; porque por ele ambos temos acesso ao Pai em um mesmo Espírito. Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos santos, e da família de Deus”. Efésios 2:14 a 19.

    “...na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos que consistia em ordenanças...”. Esse verso, retirado do preceito acima, nada tem a ver com a derrocada do Decálogo, pois sendo isso impossível, o apóstolo Paulo, sempre dirigido pelo Espírito Santo de Deus, se refere às ordenanças e leis antigas, provindas de Levítico, criadas numa época para regular as ações dos israelitas nos difíceis 40 anos de deserto, mas que de forma alguma tiveram lugar no Evangelho de Jesus. E isso Está Escrito em Lucas 16:16, que revela:

    A lei e os profetas vigoraram até João; desde então é anunciado o reino de Deus, e todo o homem emprega força para entrar nele. E é mais fácil passar o céu e a terra do que cair um til da lei. Lucas 16:16 e 17 Esses dois preceitos nos mostram a derrocada (no Evangelho) das leis que escravizavam, que amaldiçoavam e até poderiam nos matar, se tivessem sido integradas no Evangelho. Em seguida a essas colocações, a Palavra de Deus novamente legitima o Decálogo de Deus (as 10 leis).

    “O sábado foi estabelecido por causa do homem, e não o homem por causa do sábado; de sorte que o Filho do homem é, também, o Senhor do sábado”. Jesus Cristo, em Marcos 2:28, respondendo à irritação dos judeus quando permitiu que seus amigos colhessem espigas (Mateus, 12:1), com o objetivo de mostrar que o amor de caridade tem de sobrepor-se a toda e qualquer lei, pois é maior que a fé (1Coríntios 13:13) e, por isso, tem de sobrepor-se até mesmo ao mandamento do Sábado, pois seus amigos estavam com fome pelas longas caminhadas. Da mesma forma, Jesus citou Davi que, com fome, ele e os seus amigos avançaram e comeram dos pães sagrados do templo, coisa proibida até para o rei, pois em ambos os casos não se poderia transferir a solução para o dia seguinte. Essa é a regra do sábado santo.
    Nesse mesmo preceito, Jesus legitima o sábado mais uma vez: o sábado foi criado pelo Deus Imutável por causa do homem. Portanto, enquanto existir o homem na Terra os sábados terão de ser observados, pelo menos pelos cristãos. E inegavelmente é mais uma Verdade do Senhor Deus que não pode ser contestada por ninguém, e de modo algum!

    Para aquele que julga que todos os dias são de Deus, isso é verdade, mas só um ele elegeu como Um SINAL entre ele e o homem e o único dia que nomeou como Santo e Bendito.

    No arquivo anexado temos um escrito que completa perfeitamente esse presente, de nome O Tratado sobre as leis de Deus, onde nos mostra como o sábado de Deus foi corrompido e porquê.

    Quem precisa de mais que isso para inteirar-se de que O SÁBADO É PARA SEMPRE??? PONTO FINAL!

    www.segundoasscrituras.com.br, no qual existe um arquivo completo sobre as leis de Deus. O Tratado Sobre as Leis d Deus, número 119 da página 2 do site

    Waldecy Antonio Simões. walasi@uol.com.br

    ResponderExcluir
  43. Então, Jesus ensinou a sua Igreja a ser também legalista! Vejamos a Igreja Cristã aos tempos de Paulo, décadas depois da ressurreição de Jesus os cristãos de Paulo fazendo do sábado um dia de culto e louvor:

    “No dia de sábado, saímos fora da porta, junto ao rio, onde julgávamos haver um lugar de oração; e, assentando-nos, falamos às mulheres que para ali tinham concorrido”. Atos dos Apóstolos 16:13.
    Esse preceito revela, com toda clareza, de modo irrefutável, um culto de louvor aos sábados pelos cristãos. As mulheres cristãs sempre trabalhavam, só não aos sábados. Então, segundo o preceito acima, estavam em dia de descanso, santificando os sábados assim como os homens! Mas fariseus de quase todas as denominações, também católicos e ortodoxos alegam que a Igreja de Jesus santificava o tal domingo. É possível uma tolice dessas, depois dessas revelações?

    “No sábado seguinte, concorreu quase toda a cidade para ouvir a palavra de Deus, mas os judeus, vendo aquela concorrência, encheram-se de inveja...”. Atos 13:41 - 44.
    Se os judeus encheram-se de inveja não se tratava de uma reunião judia aos sábados, mas sim um culto cristão que reuniu quase toda a cidade para louvar no sábado. Isso não poder ser negado!

    “E todo o sábado, ensinava na sinagoga, persuadindo tanto judeus como gregos”. Atos 18:4.
    Os defensores do domingo, inventado, argumentam, falsamente, que Paulo comparecia às sinagogas dos judeus aos sábados, porque era nesse dia que podia encontrá-los, mas não é o caso aqui, pois, pela sua tradição, os judeus jamais aceitariam que gentios pagãos - no caso presente os gregos - participassem de cerimônias em seus templos, em simples reuniões e nem mesmo jamais aceitariam permanecer com eles ou com outros pagãos no mesmo ambiente. Sabemos que o santo em vida Paulo não ensinava somente aos judeus, mas principalmente aos demais pagãos. Quanto a isso, se os primeiros cristãos guardavam o sábado mesmo após a ressurreição de Jesus, só isso prova a Grande Mentira do tal domingo, um feito gigantesco de Satanás, segundo o Apocalipse 13:7.

    Em Atos dos Apóstolos, conforme a tradição dos apóstolos de santificarem os sábados, um preceito é usado como referência ao Quarto dos Mandamentos:

    “Então voltaram para Jerusalém, do monte chamado Olival, que dista daquela cidade tanto como a uma jornada de sábado...”. Atos 1:12. Ora, ao se referirem a uma jornada de sábado como exemplo pelos apóstolos de Jesus, é certo que se tratava de um preceito em uso.

    “Orai para que vossa fuga não se dê no inverno, nem no sábado”.
    Jesus Cristo, em Mateus 24:20, ressalta, novamente, a grande importância do sábado (nem no inverno que é muito frio, o que dificultaria a fuga dos inimigos romanos (na terrível carnificina, no massacre contra os judeus nos anos 70, no episódio Masada), nem nos sábados porque é o Dia Santo de Deus, consagrado para descanso e louvor.

    1) Os cristãos, em parte, alegam, altamente equivocados, que o Decálogo do Monte Sinai, no qual o sábado está intrínseco, teria sido dado apenas aos israelitas, e não a nós do Evangelho, por isso, alegam que “nós não temos obrigação de guardar”. Mas vejamos que a Verdade do Evangelho de Deus que nos faz herdeiros dos israelitas: Continue a ler

    ResponderExcluir
  44. AS SETE VERDADES BÍBLICAS SOBRE O SÉTIMO DIA_parte1de5

    Esse escrito é dirigido exclusivamente aos cristãos de todos os seguimentos. Se você for um deles, leia, pois é curto , mas bem interessante.

    A maioria cristã faz uma tremenda confusão a respeito de sábados e domingos. Os cristãos, em minoria, julgam corretamente que o Criador, que nunca muda, jamais aceitaria que uma só de suas leis fundidas nas Rochas Sagradas pudesse ser “lixada” pelos homens, portanto, creem firmemente que o Sábado é o Dia do Senhor. Outra parte considerável crê que Jesus teria revogado todas as dez leis a favor da religião da graça e da liberdade. Uma terceira parte, bem maior, prefere crer que pela ressurreição de Jesus ele teria revogado o Quarto Mandamento a favor do domingo, permanecendo, então, como válidos, os demais mandamentos (nove).

    ONDE ESTÁ, ENTÃO, DE FATO E DE DIREITO, A VERDADE BÍBLICA? Ora, vamos colocá-la aqui, resumidamente, mas de modo tão legítimo, tão cristalino e conclusivo que não dará chance alguma a qualquer refutação, sem se ingressar no farisaísmo religioso (o que é pior do que não ser cristão).

    Vamos às Sete Verdades que não têm como ser desmentidas, pois Está Escrito:

    1) O Mandamento do Sétimo Dia foi instituído na Criação do mundo (Gênesis 2:3), não para o próprio Criador, pois em sua perfeição jamais criaria um Mandamento para si próprio, não tem como e, como Espírito Perfeito jamais se cansa, então o Mandamento do sábado foi criado para o homem, pois ele, sim, necessita de um dia de descanso na semana. O próprio Jesus legitimou isso no Evangelho ao reger:

    “O sábado foi estabelecido por causa do homem, e não o homem por causa do sábado; de sorte que o Filho do homem é, também, o Senhor do sábado”. Jesus Cristo, em Marcos 2:28. Se o Filho de Deus afirmou que o sábado foi criado para o homem, então o sábado foi criado para a Humanidade, assim como os castigos promulgados contra Adão e Eva foram, também, dirigidos à Humanidade.

    Quanto a ser o Senhor do sábado, Jesus também afirmou que é maior que o Templo (Mateus 12:6, maior que Abraão (João 8:57), maior que Jonas (Lucas 11:32), maior que Salomão (Mateus 12:42) e mais importante que Jacó, sem desmerecer qualquer um deles, portanto, também não desmereceu o santo sábado, pois é o Senhor de Tudo, pois está Escrito que Deus lhe deu toda a autoridade sobre tudo o que existe:

    “Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra”. Jesus, em Mateus 28+18,

    2) A maioria evangélica, católicos e ortodoxos julgam, temerariamente, que a Ressurreição de Jesus teria anulado, teria riscado das Rochas de Deus o Mandamento do Sétimo Dia, dando lugar ao primeiro dia da semana, o tal domingo, mas isso é absolutamente impossível, pois não há uma só linha no Evangelho que autorize tal mudança, mesmo porque Está Escrito que Deus Nunca Muda em suas Promulgações à Humanidade:

    “Seca-se a erva, e cai a flor, soprando nela o Espírito do Senhor. Na verdade o povo é erva. Seca-se a erva, e cai a flor, porém a palavra de nosso Deus subsiste eternamente”. Isaías 40:7.

    “Porque toda a carne é como a erva, e toda a glória do homem como a flor da erva. Secou-se a erva, e caiu a sua flor, mas a palavra do Senhor permanece para sempre. E esta é a palavra que entre vós foi evangelizada”. I Pedro 1:24. CONTINUE LENDO

    ResponderExcluir
  45. AS SETE VERDADES BÍBLICAS SOBRE O SÉTIMO DIA_parte2de5

    Então, segundo as Escrituras, o sábado é para sempre, e se teria havido mudança a respeito, essa foi criada pelo homem e nunca por Deus. Quanto a isso, num descuido, o clero católico confessa, por escrito, o seu gravíssimo erro ao atentar violentamente contra o Sétimo Dia.:

    “A Igreja de Deus, porém, achou conveniente transferir para o domingo a solene celebração do sábado”. Catecismo católico, Edição2, Editora Vozes, Petrópolis, RJ. 1962.

    3) Uma parte dos cristãos julga que Jesus acabou com as leis a favor da graça e da liberdade, mas Jesus fez tudo exatamente ao contrário, pois legitimou TODAS as leis do Decálogo em sua primeira pregação à Humanidade, no Sermão do Monte e ainda amentou o grau de observação em algumas das 10 leis (Mateus, 5:21 a 32.

    “Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til jamais passará da lei sem que tudo seja cumprido”. Jesus, em Mateus 5:17 a 37. Está Escrito que tudo será cumprido na Consumação dos Séculos, no Grande Dia de Jesus, quando os Portais do Reino de Deus serão abertos aos mortais de Jesus, antes fechados desde Adão e Eva (João 14:1 a 3, como também em 1 Tessalonicenses 4:13 a 17).

    Se Jesus Cristo afirmou que das leis de Deus Pai nem mesmo um simples til se poderá retirar, é absolutamente impossível atentar contra a lei do sábado, pois o Quarto Mandamento contém 80 palavras ou 433 caracteres. E assim, pelo menos até o Grande dia da Volta de Jesus, o sábado é para sempre!

    4) A ampla maioria cristã alega que em sua vida pública Jesus teria violado os sábados ao trabalhar nesse dia, mas quem o acusou de violar os sábados foram os fariseus, os filhos do diabo, assim como Jesus Cristo os nomeou em João 8:44. A respeito dessa acusação dos filhos de Satanás, vamos ver que Jesus respondeu a eles que apenas APARENTAVA que ele desrespeitava os santos sábados:

    “Se o homem recebe a circuncisão no sábado, para que a lei de Moisés não seja quebrantada, indignais-vos contra mim, porque no sábado curei de todo um homem? Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça”. Jesus, em João 7:23 a 24

    “E, tomando a palavra o príncipe da sinagoga (filho do diabo acusador), indignado porque Jesus curava no sábado, disse à multidão: Seis dias há em que é mister trabalhar; nestes, pois, vinde para serdes curados, e não no dia de sábado. Respondeu-lhe, porém, o Senhor, e disse: Hipócrita, no sábado não desprende da manjedoura cada um de vós o seu boi, ou jumento, e não o leva a beber? E não convinha soltar desta prisão, no dia de sábado, esta filha de Abraão, a qual há dezoito anos Satanás tinha presa?”. Lucas 13:14-16, Jesus revela que o amor de caridade tem preponderância sobre qualquer lei (1 Coríntios 13:13)..

    “E, estava ali um homem que tinha uma das mãos mirrada; e eles (os fariseus do diabo), para o acusarem, o interrogaram, dizendo: É lícito curar nos sábados? E ele lhes disse: Qual dentre vós será o homem que tendo uma ovelha, se num sábado ela cair numa cova, não lançará mão dela, e a levantará? Pois, quanto mais vale um homem do que uma ovelha? É, por consequência, lícito fazer bem nos sábados. Então disse àquele homem: Estende a tua mão. E ele a estendeu, e ficou sã como a outra. E os fariseus, tendo saído, formaram conselho contra ele, para o matarem”. Mateus 12:10-14. CONTINUE

    ResponderExcluir
  46. AS SETE VERDADES BÍBLICAS SOBRE O SÉTIMO DIA_parte3de5

    “E os escribas e fariseus (filhos do diabo) observavam-no, se curaria no sábado, para acharem de que o acusar. Mas ele (Jesus) bem conhecia os seus pensamentos; e disse ao homem que tinha a mão mirrada: Levanta-te, e fica em pé no meio. E, levantando-se ele, ficou em pé. Então Jesus lhes disse: Uma coisa vos hei de perguntar: É lícito nos sábados fazer bem, ou fazer mal? salvar a vida, ou matar? E, olhando para todos em redor, disse ao homem: Estende a tua mão. E ele assim o fez, e a mão lhe foi restituída sã como a outra. E ficaram cheios de furor, e uns com os outros conferenciavam sobre o que fariam a Jesus”. Lucas 6:7-11.

    “E dizia-lhes Jesus: Invalidais o Mandamento de Deus para guardardes a vossa tradição”. Jesus, em Marcos 7:9

    5) O sábado é o ÙNICO Mandamento chamado por Deus de Santo e Bendito e o Único estabelecido como UM SINAL entre ele e a Humanidade: “Santificai os meus sábados, pois servirão de sinal entre mim e vós, para que saibais que eu sou o SENHOR, vosso Deus”. Ezequiel 20:20.

    Ora, se o sábado foi estabelecido por Deus como UM SINAL entre ele e a Humanidade, de modo algum jamais sairá dessa condição divina. Quanto aos que julgam que esse Sinal foi dado apenas aos israelitas, então, nesse caso, nós não podemos nos servir de nenhum livro do Velho Testamento, nem dos Salmos, etc. e nem mesmo de Malaquias, muito usado para legitimar os dízimos. É ou não é? Dois pesos e duas medidas não vale! Além disso, abaixo, no capítulo 7, Está Escrito que nós somos os legítimos herdeiros dos israelitas e que Jesus, de todos nós, fez UM SÓ POVO.

    6) Dizem os sábios que um bom exemplo vale mais que mil palavras. É ou não é? É claro que é! então, vamos ver os vários exemplos de Jesus e de sua Igreja Primitiva santificando os sábados (que valem mais que milhões de palavras) até mesmo décadas após a Ressurreição? Essa parte ANULA completamente as pretensões dos que defendem erradamente o domingo “substituindo” o Sábado Santo, solene e Abençoado do Senhor:

    “E, chegando a Nazaré, onde fora criado, (Jesus) entrou num dia de sábado, segundo o seu costume, na sinagoga, e levantou-se para ler”. Lucas 4:16. Jesus, nos concedendo o exemplo, pois segundo o Mandamento e a Tradição israelita, guardou o sábado por toda a sua vida.

    Antes da ressurreição de Jesus, os cristãos faziam do sábado um dia de louvor, em local sem teto e sem paredes:

    Vejamos a Igreja Cristã aos tempos de Paulo, mesmo depois da ressurreição de Jesus os cristãos de Paulo faziam do sábado um dia de culto e louvor, na Igreja de Deus, sem teto e sem paredes:
    “No dia de sábado, saímos fora da porta, junto ao rio, onde julgávamos haver um lugar de oração; e, assentando-nos, falamos às mulheres que para ali tinham concorrido”. Atos dos Apóstolos 16:13.
    Esse preceito revela, com toda clareza, um culto de louvor aos sábados pelos cristãos. As mulheres cristãs sempre trabalhavam, só não aos sábados. Então, segundo o preceito acima, estavam em dia de descanso, santificando os sábados assim como os homens!

    “No sábado seguinte, concorreu quase toda a cidade para ouvir a palavra de Deus, mas os judeus, vendo aquela concorrência, encheram-se de inveja...”. Atos 13:41 - 44.

    ResponderExcluir
  47. Se os judeus encheram-se de inveja não se tratava de uma reunião judia aos sábados, pois aconteceu ao ar livre, junto a um rio, pois é evidente que, quase toda CONTINUE LENDO
    AS SETE VERDADES BÍBLICAS SOBRE O SÉTIMO DIA_parte4de5
    a cidade não caberia num salão ou num templo, então, está claro que essa reunião, para adoração, no santo dia do Senhor, foi realizada ao ar livre.
    Tratou-se de um culto cristão sem teto, nem paredes, que reuniu quase toda a cidade para louvar no sábado. A Palavra Escrita registrou essas duas revelações e várias outras idênticas colocadas a seguir como veremos, exatamente para revelar-nos que o sábado sempre será o Dia do Senhor, não importa que no catecismo católico, como também na maioria dos seguimentos evangélicos esteja completamente diferente da Proclamação do Deus Imutável

    “E todo o sábado, ensinava na sinagoga, persuadindo tanto judeus como gregos”. Atos 18:44

    Os defensores do domingo, inventado, argumentam, falsamente, que Paulo comparecia às sinagogas dos judeus aos sábados, porque era nesse dia que podia encontrá-los, mas não é o caso aqui, pois, pela sua tradição, os judeus jamais aceitariam que gentios pagãos - no caso presente os gregos - participassem de cerimônias em seus templos, em simples reuniões e nem mesmo jamais aceitariam permanecer com eles ou com outros pagãos no mesmo ambiente. Sabemos que o santo em vida Paulo não ensinava somente aos judeus, mas principalmente aos demais pagãos. Quanto a isso, se os primeiros cristãos guardavam o sábado mesmo após a ressurreição de Jesus, só isso prova a Grande Mentira do tal domingo, um feito gigantesco de Satanás, segundo o Apocalipse 13:7.

    Em Atos dos Apóstolos, conforme a tradição dos apóstolos de santificarem os sábados, um preceito é usado como referência ao Quarto dos Mandamentos:

    “Então voltaram para Jerusalém, do monte chamado Olival, que dista daquela cidade tanto como a uma jornada de sábado...”. Atos 1:12. Ora, ao se referirem a uma jornada de sábado como exemplo pelos apóstolos de Jesus, é certo que se tratava de um preceito em uso.

    “Orai para que vossa fuga não se dê no inverno, nem no sábado”.
    Jesus Cristo, em Mateus 24:20, ressalta, novamente, a grande importância do sábado (nem no inverno que é muito frio, o que dificultaria a fuga dos inimigos romanos (na terrível carnificina, no massacre contra os judeus nos anos 70, no episódio Masada), nem nos sábados porque é o Dia Santo de Deus, consagrado para descanso e louvor.

    7) Os cristãos, em parte, alegam, altamente equivocados, que o Decálogo do Monte Sinai, no qual o sábado está intrínseco, teria sido dado apenas aos israelitas, e não a nós do Evangelho, por isso, alegam que “nós não temos obrigação de guardar”. Mas vejamos que a Verdade do Evangelho de Deus que nos faz herdeiros dos israelitas:
    “E todos os profetas, a começar por Samuel, assim como todos os que depois falaram, também anunciaram estes dias. Vós sois os filhos dos profetas e da aliança que Deus estabeleceu com vossos pais, dizendo a Abraão: Na tua descendência serão abençoadas todas as nações da Terra”. Atos dos Apóstolos 3:24 - 25. Os herdeiros não herdam apenas as bênçãos, mas também as obrigações.

    Novamente, a Verdade do Evangelho faz dos cristãos e de Israel um só povo:

    “Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um e, derrubando a parede de separação que estava no meio, na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz, e pela cruz reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ela as inimizades. E, vindo, ele evangelizou a paz, a vós que estáveis longe, e aos que estavam perto; porque por ele ambos temos acesso ao Pai em um mesmo Espírito. Leia a parte final

    ResponderExcluir
  48. AS SETE VERDADES BÍBLICAS SOBRE O SÉTIMO DIA_parte-final
    já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos santos, e da família de Deus”. Efésios 2:14 a 19.

    “...na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos que consistia em ordenanças...”. Esse verso, retirado do preceito acima, nada tem a ver com a derrocada do Decálogo, pois sendo isso impossível, o apóstolo Paulo, sempre dirigido pelo Espírito Santo de Deus, se refere às ordenanças e leis antigas, provindas de Levítico, criadas numa época para regular as ações dos israelitas nos difíceis 40 anos de deserto, mas que de forma alguma tiveram lugar no Evangelho de Jesus. E isso Está Escrito em Lucas 16:16, que revela:

    A lei e os profetas vigoraram até João; desde então é anunciado o reino de Deus, e todo o homem emprega força para entrar nele. E é mais fácil passar o céu e a terra do que cair um til da lei. Lucas 16:16 e 17 Esses dois preceitos nos mostram a derrocada (no Evangelho) das leis que escravizavam, que amaldiçoavam e até poderiam nos matar, se tivessem sido integradas no Evangelho. Em seguida a essas colocações, a Palavra de Deus novamente legitima o Decálogo de Deus (as 10 leis).

    “O sábado foi estabelecido por causa do homem, e não o homem por causa do sábado; de sorte que o Filho do homem é, também, o Senhor do sábado”. Jesus Cristo, em Marcos 2:28, respondendo à irritação dos judeus quando permitiu que seus amigos colhessem espigas (Mateus, 12:1), com o objetivo de mostrar que o amor de caridade tem de sobrepor-se a toda e qualquer lei, pois é maior que a fé (1Coríntios 13:13) e, por isso, tem de sobrepor-se até mesmo ao mandamento do Sábado, pois seus amigos estavam com fome pelas longas caminhadas. Da mesma forma, Jesus citou Davi que, com fome, ele e os seus amigos avançaram e comeram dos pães sagrados do templo, coisa proibida até para o rei, pois em ambos os casos não se poderia transferir a solução para o dia seguinte. Essa é a regra do sábado santo.
    Nesse mesmo preceito, Jesus legitima o sábado mais uma vez: o sábado foi criado pelo Deus Imutável por causa do homem. Portanto, enquanto existir o homem na Terra os sábados terão de ser observados, pelo menos pelos cristãos. E inegavelmente é mais uma Verdade do Senhor Deus que não pode ser contestada por ninguém, e de modo algum!

    Para aquele que julga que todos os dias são de Deus, isso é verdade, mas só um ele elegeu como Um SINAL entre ele e o homem e o único dia que nomeou como Santo e Bendito.


    Quem precisa de mais que isso para inteirar-se de que O SÁBADO É PARA SEMPRE??? PONTO FINAL!

    Waldecy Antonio Simões.

    walasi@uol.com.br

    www.segundoasescrituras.com.br

    Nesse site, temos um escrito que completa perfeitamente esse presente escrito, de nome
    O Tratado sobre as leis de Deus, no qual nos mostra como o sábado de Deus foi corrompido e porquê.

    Veja, também, o arquivo 137 de nome AS SETE VERDADES SOBRE O SÉTIMO DIA

    ResponderExcluir
  49. AS SETE VERDADES BÍBLICAS SOBRE O SÉTIMO DIA_parte1de5

    Esse escrito é dirigido exclusivamente aos cristãos de todos os seguimentos. Se você for um deles, leia, pois é curto , mas bem interessante.

    A maioria cristã faz uma tremenda confusão a respeito de sábados e domingos. Os cristãos, em minoria, julgam corretamente que o Criador, que nunca muda, jamais aceitaria que uma só de suas leis fundidas nas Rochas Sagradas pudesse ser “lixada” pelos homens, portanto, creem firmemente que o Sábado é o Dia do Senhor. Outra parte considerável crê que Jesus teria revogado todas as dez leis a favor da religião da graça e da liberdade. Uma terceira parte, bem maior, prefere crer que pela ressurreição de Jesus ele teria revogado o Quarto Mandamento a favor do domingo, permanecendo, então, como válidos, os demais mandamentos (nove).

    ONDE ESTÁ, ENTÃO, DE FATO E DE DIREITO, A VERDADE BÍBLICA? Ora, vamos colocá-la aqui, resumidamente, mas de modo tão legítimo, tão cristalino e conclusivo que não dará chance alguma a qualquer refutação, sem se ingressar no farisaísmo religioso (o que é pior do que não ser cristão).

    Vamos às Sete Verdades que não têm como ser desmentidas, pois Está Escrito:

    1) O Mandamento do Sétimo Dia foi instituído na Criação do mundo (Gênesis 2:3), não para o próprio Criador, pois em sua perfeição jamais criaria um Mandamento para si próprio, não tem como e, como Espírito Perfeito jamais se cansa, então o Mandamento do sábado foi criado para o homem, pois ele, sim, necessita de um dia de descanso na semana. O próprio Jesus legitimou isso no Evangelho ao reger:

    “O sábado foi estabelecido por causa do homem, e não o homem por causa do sábado; de sorte que o Filho do homem é, também, o Senhor do sábado”. Jesus Cristo, em Marcos 2:28. Se o Filho de Deus afirmou que o sábado foi criado para o homem, então o sábado foi criado para a Humanidade, assim como os castigos promulgados contra Adão e Eva foram, também, dirigidos à Humanidade.

    Quanto a ser o Senhor do sábado, Jesus também afirmou que é maior que o Templo (Mateus 12:6, maior que Abraão (João 8:57), maior que Jonas (Lucas 11:32), maior que Salomão (Mateus 12:42) e mais importante que Jacó, sem desmerecer qualquer um deles, portanto, também não desmereceu o santo sábado, pois é o Senhor de Tudo, pois está Escrito que Deus lhe deu toda a autoridade sobre tudo o que existe:

    “Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra”. Jesus, em Mateus 28+18,

    2) A maioria evangélica, católicos e ortodoxos julgam, temerariamente, que a Ressurreição de Jesus teria anulado, teria riscado das Rochas de Deus o Mandamento do Sétimo Dia, dando lugar ao primeiro dia da semana, o tal domingo, mas isso é absolutamente impossível, pois não há uma só linha no Evangelho que autorize tal mudança, mesmo porque Está Escrito que Deus Nunca Muda em suas Promulgações à Humanidade:

    “Seca-se a erva, e cai a flor, soprando nela o Espírito do Senhor. Na verdade o povo é erva. Seca-se a erva, e cai a flor, porém a palavra de nosso Deus subsiste eternamente”. Isaías 40:7.

    “Porque toda a carne é como a erva, e toda a glória do homem como a flor da erva. Secou-se a erva, e caiu a sua flor, mas a palavra do Senhor permanece para sempre. E esta é a palavra que entre vós foi evangelizada”. I Pedro 1:24. CONTINUE LENDO

    ResponderExcluir
  50. NÃO CONSIGO COMPREENDER COMO AS PESSOAS SE DEIXAM LEVAR PELO ACHISMO DESTE BLOG. O RESPONSÁVEL IGNOROU QUE JESUS GUARDOU A LEI DE MOISES (MATEUS 5:17), PAULO TAMBEM (ATOS 24:14 E ATOS 25:8). VEJAMOS A COLOCAÇÃO DO AUTOR SOBRE O DOMNGO E, SE ELE NA LUZ DA BÍBLIA CONSEGUE NOS MOSTRAR ONDE NOS TEXTOS COMO BASE PARA O DOMINGO, ESTÁ A ORDEM DIVINA PARA SANTIFICAR ESSE DIA COMO DEUS SANTIFICOU O SABADO (GENESIS 2:1-3 E EXODO 20:8-11):

    Cristo ressuscitou e apareceu a Maria Madalena no inicio do primeiro dia da semana [Mc 16:9] NÃO HÁ ORDEM DIVINA
    Cristo reuniu com seus discípulos no primeiro dia da semana [Jo 20:19,26] NÃO HÁ ORDEM DIVINA
    Jesus apareceu ao seu e povo e lhe disse que estava vivo novamente no primeiro dia da semana [Lc 24] NÃO HÁ ORDEM DIVINA
    O Espírito Santo veio habitar na igreja como corpo de Cristo no primeiro dia da semana, chamado Pentecostes. [At 2:1] NÃO HÁ ORDEM DIVINA
    A igreja primitiva celebrou a ceia do Senhor no primeiro dia da semana. [At 20:7] NÃO HÁ ORDEM DIVINA
    Os crentes deveriam trazer suas dádivas no primeiro dia da semana. [I Co 16:2] NÃO HÁ ORDEM DIVINA



    ENTÃO MEUS AMADOS, ELE (O AUTOR) VAI EM DESENCONTRO COM A PALAVRA QUE DIZ:

    2 PEDRO 1:20-21 "Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação.
    Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo"









    ResponderExcluir
  51. Tanta ignorância.
    Samuelle Bachiochi escritor adventista kkk
    Essa foi boa.
    E quanto a questão do apresentador do arena dizer que devemos guardar a lei de Moisés. O apresentador nunca disse isso, e o sábado moral, o 4° mandamento existe mto tempo antes de Moisés. Alguns pensam que a lei só veio existir em ex 20, mas se quisermos ser sinceros com a Bíblia temos que lembrar que em ex 16 mostra os israelitas transgredindo o sábado; Em Gn 2:2,3 vemos a instituição do sábado, o sábado veio antes do pecado e assim será guardado ate na eternidade. Is 66:22,23.
    Mais ignorância ainda é citar um texto de um judeu falando sobre sábado. Meu querido Jesus veio para tirar essa ideia legalista do sábado. Os judeus rodearam o sábado de regras, quando a essência do sábado é para o bem do homem. E não do Judeu (mc 2:27)
    Por que que quando Jesus foi batizar, João batista disse que n podia e Jesus respondeu: para que se cumpra a justiça. Por que não usamos o mesmo argumento, quando em Mt 5:17,18 ele diz que veio cumprir a lei?
    O termo cumprir em grego é plerô e significa da o verdadeiro sentido da lei, já que os judeus n fizeram isso(e esse judeu que comenta no texto aí falando de guardar o sábado é um exemplo disso).

    ResponderExcluir
  52. meu amigo quando jesus estava falando do joven rico, a guardar os mandamento ele se referio o os mandamento que sereferia ao seu proximo e nao a a Deus , por isso que ele nao falou do sabado

    ResponderExcluir
  53. deixa-me entender o que esse blog tá ensinando, tá ensinando que JESUS é um pecador é isso?, é isso que eu entendi?, que JESUS quebrantava o sábado por curar no DIA DO SENHOR?, a passagem citada esta num contexto que JESUS curou no dia de sábado e "OS FARISEUS DIZIA" QUE JESUS ESTAVA DESCUMPRINDO O MANDAMENTO DO SÁBADO,então FORTE MANDAMENTO sinto muito lhe informar , você vai pagar muito caro por estar ensinando que JESUS é um pecador, dizer que JESUS descumpria o mandamento do sábado, ai você pisou na bola feio. ORE A DEUS E PEÇA PERDÃO POR FAZER MUITOS ACREDITAR NESSA MAL INTERPRETAÇÃO,QUE A PAZ DO SENHOR JESUS ESTEJA EM NOSSOS CORAÇÕES, AMÉM.

    ResponderExcluir
  54. vc guarda o domingo como dia santo? o sabado nao e de moises ; noeden ja existia sabado ou eu estou enganado?

    ResponderExcluir
  55. eu guardo a sábado, por que é SIMPLISMENTE o que DEUS ensinou

    ResponderExcluir
  56. Beleza, entendo que seja desnecessário guardar o sábado porque vivemos pela graça e concordo que isso não vai influenciar em nada na minha salvação em Cristo Jesus, mas então, porque entregar o dízimo, se o dízimo faz parte de uma aliança do Eterno com Israel para Manutenção do Templo, sustento da tribo de Levi, dos pobres, órfãos e viúvas. não somos israelitas, consequentemente não temos levitas em nosso meio e do dinheiro arrecadado dificilmente vai alguma coisa para os necessitados. Sem contar que a igreja primitiva contribuía com ofertas voluntárias.
    Se não preciso guardar o sábado, tenho que ser dizimista?

    ResponderExcluir
  57. Escreva se o Cristão deve entregar o Dízimo, mas com fundamento bíblico e não com "achismo".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. filho, se você não quer DEVOLVER o dizimo é problema seu com DEUS, não fica esperando uma resposta de SER HUMANOS PECADORES que te faça você acreditar que tem que devolver o dizimo, pergunta direto pra DEUS, e DEUS vai te responder Anderson, simples assim, insisti em perguntar pra DEUS e ELE ti responderá(devolver o dizimo é um ato de adoração a DEUS Anderson de Paula)

      Excluir
  58. filho, se você não quer DEVOLVER o dizimo é problema seu com DEUS, não fica esperando uma resposta de SER HUMANOS PECADORES que te faça você acreditar que tem que devolver o dizimo, pergunta direto pra DEUS, e DEUS vai te responder Anderson, simples assim, insisti em perguntar pra DEUS e ELE ti responderá(devolver o dizimo é um ato de adoração a DEUS Anderson de Paula)

    ResponderExcluir
  59. É muito clara a bíblia,não podemos dizer que se a lei foi abolida podemos agora matar entre outras coisas.

    Posso então matar, roubar, furtar, adulterar, cultuar outros Deuses ?
    Não!!! Claro que não!!!
    Veja !!!

    Gálatas: 5. 13;14

    13. Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Mas não useis da liberdade para dar ocasião à carne, antes pelo amor servi-vos uns aos outros.
    14. Pois toda a lei se cumpre numa só palavra, a saber: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.

    Romanos: 13.
    8. A ninguém devais coisa alguma, senão o amor recíproco; pois quem ama ao próximo tem cumprido a lei.
    9. Com efeito: Não adulterarás; não matarás; não furtarás; não cobiçarás; e se há algum outro mandamento, tudo nesta palavra se resume: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.
    10. O amor não faz mal ao próximo. De modo que o amor é o cumprimento da lei.

    Porque querem tentar dizer oque Paulo quis ou não quis dizer ?
    Ele foi claro em tudo!
    Ele ensina muito bem como proceder, como se comportar um cristão.

    Vejam alguns exemplos;

    Efésios: 4.
    25. Pelo que deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo, pois somos membros uns dos outros.
    26. Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira;
    27. nem deis lugar ao Diabo. 28. Aquele que furtava, não furte mais; antes trabalhe, fazendo com as mãos o que é bom, para que tenha o que repartir com o que tem necessidade.
    29. Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que seja boa para a necessária edificação, a fim de que ministre graça aos que a ouvem.
    30. E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual fostes selados para o dia da redenção.

    Efésios: 5.
    3. Mas a prostituição, e toda sorte de impureza ou cobiça, nem sequer se nomeie entre vós, como convém a santos,
    4. nem baixeza, nem conversa tola, nem gracejos indecentes, coisas essas que não convêm; mas antes ações de graças.
    5. Porque bem sabeis isto: que nenhum devasso, ou impuro, ou avarento, o qual é idólatra, tem herança no reino de Cristo e de Deus.
    6. Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por estas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência.
    7. Portanto não sejais participantes com eles;

    Muito mais exemplos excelentes nós temos, só basta ler.
    Ele disse oque tinha que dizer, oque precisava-mos saber.
    Não tentem forçar algo que não cabe na Bíblia

    ResponderExcluir
  60. 2 Coríntios: 3.
    7. Ora, se o ministério da morte, gravado com letras em pedras, veio em glória, de maneira que os filhos de Israel não podiam fixar os olhos no rosto de Moisés, por causa da glória do seu rosto, a qual se estava desvanecendo,

    Obs:
    Paulo chama de ministério dá morte
    Oque foi gravado com letras em pedra.

    E o que foi gravado em pedras ?
    Acaso não está ele falando do decálogo?
    Trata-se dos dez Mandamentos.
    ________________+__________________

    9. Porque, se o ministério da condenação tinha glória, muito mais excede em glória o ministério da justiça.

    Obs:
    Agora Paulo chama de ministério dá condenação, diz que este tinha a sua glória, porém muito mais Glória tem o novo MINISTÉRIO, que é o dá justiça.

    __________________+_______________

    13. E não somos como Moisés, que trazia um véu sobre o rosto, para que os filhos de Israel não olhassem firmemente para o fim daquilo que era transitório.

    Obs:
    Paulo fala sobre a transitoriedade dá lei. (DAQUILO QUE ERA TRANSITÓRIO ELE DIZ),
    ou seja, que iria passar e acabar.
    Ele afirma que eles, naquela época, ou nós, nesta época, não somos como Moisés.

    _________________+________________

    14. Mas o entendimento lhes ficou endurecido. Pois até o dia de hoje, à leitura do velho pacto, permanece o mesmo véu, não lhes sendo revelado que em Cristo é ele abolido;

    O Quão mais claro pode ser isso !?

    Paulo esta falando dos Judeus, de Isrrael, os que guardavam o pacto.
    Eles não quiseram CRISTO , eles tinham um véu sobre o rosto que não os permitia enchergar.
    EM CRISTO É ELE ABOLIDO!!!!
    O PACTO ,A LEI, AS TÁBUAS DE PEDRA.

    ResponderExcluir
  61. sábado Senhores, infelizmente para a desagradável VERDADE para os Adventistas, não precisa ser observado, entretanto essa questão também fica muito bem esclarecida por Paulo.

    Romanos: 14. 5;6

    5. Um faz diferença entre dia e dia, mas outro julga iguais todos os dias. Cada um esteja inteiramente convicto em sua própria mente.
    6. Aquele que faz caso do dia, para o Senhor o faz.

    Qual a dificuldade em entender ?

    ResponderExcluir
  62. Não acho que essa seja uma questão primária a ser dada tanta importância, quando oque Jesus aqui veio pregar e nos ensinar é o que mais está esclarecido na Bíblia, que é o amor.

    João: 6.
    28. Pergutaram-lhe, pois: Que havemos de fazer para praticarmos as obras de Deus?
    29. Jesus lhes respondeu: A obra de Deus é esta: Que creiais naquele que ele enviou. - Bíblia KJA Offline

    João: 13.
    34.Um novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei a vós, que também vós vos ameis uns aos outros.
    35. Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns aos outros. - Bíblia KJA Offline

    João: 15.
    12. O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei. - Bíblia KJA Offline

    Mateus: 22.
    36. Mestre, qual é o grande mandamento na lei?
    37. Respondeu-lhe Jesus: Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento.
    38. Este é o grande e primeiro mandamento.
    39. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. 40. Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas. - Bíblia KJA Offline

    Romanos: 13.
    8. A ninguém devais coisa alguma, senão o amor recíproco; pois quem ama ao próximo tem cumprido a lei. - Bíblia KJA Offline

    Romanos: 13.
    10.O amor não faz mal ao próximo. De modo que o amor é o cumprimento da lei. - Bíblia KJA Offline

    1 João: 3.
    23. Ora, o seu mandamento é este, que creiamos no nome de seu Filho Jesus Cristo, e nos amemos uns aos outros, como ele nos ordenou. - Bíblia KJA Offline


    Gálatas 5.
    13. Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Mas não useis da liberdade para dar ocasião à carne, antes pelo amor servi-vos uns aos outros.
    14. Pois toda a lei se cumpre numa só palavra, a saber: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. - Bíblia KJA Offline


    1 Coríntios: 13.
    13. Agora, pois, permanecem a fé, a esperança, o amor, estes três; mas o maior destes é o amor. - Bíblia KJA Offline

    1 João: 3.
    11. Porque esta é a mensagem que ouvistes desde o princípio, que nos amemos uns aos outros, - Bíblia KJA Offline


    1 João: 3.
    16. Nisto conhecemos o amor: que Cristo deu a sua vida por nós; e nós devemos dar a vida pelos irmãos.
    17. Quem, pois, tiver bens do mundo, e, vendo o seu irmão necessitando, lhe fechar o seu coração, como permanece nele o amor de Deus?
    18. Filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obras e em verdade.

    ResponderExcluir
  63. Enfim senhores: Creio que Deus quis dizer outra coisa, que por sinal está bem evidente e clara, e não se trata de sábado com certeza.

    ResponderExcluir
  64. eita Roger, parece que voce tem conhecimento, mas é engraçado.Em Romanos:13:10 "O amor não faz mal ao próximo. De modo que o amor é o cumprimento da lei.", se o amor é o cumprimento da lei, como que a lei foi abolida?
    Eu acho engraçado voce colocar esse texto Romanos:13:10, e logo em seguida fala que não precisa observar a lei, em Romanos 3:31 "Anulamos, pois, a lei pela fé? De maneira nenhuma, antes confirmamos a lei.", então Paulo tá louco?
    Roger voce colocou certinho o que Paulo disse "De modo que o amor é o cumprimento da lei" para o cristão isso tem que ser uma coisa natural, se o cristão OBEDECE os 4 primeiros mandamentos do decálogo(incluindo o sábado e não do domingo, De modo que o amor é o cumprimento da lei) VOCE fala que tá errado, mas quando o cristão OBEDECE os outros 6 mandamento do decálogo voce fala que tá certo, vai entender kkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  65. Somos salvos pela graça e pela fé em Cristo. Mas quem ama a Cristo vive no pecado? Vive matando, roubando, se prostituindo e fazendo compras no sábado? A salvação em Cristo não anula a lei, mas a confirma:

    O Apóstolo Paulo disse:

    (Romanos 3:31) – Anulamos, pois, a lei pela fé? De maneira nenhuma, antes estabelecemos a lei.

    Se a salvação em Cristo não estabelecesse a lei, todo cristão teria um dever de ser criminoso. Mas ser cristão é ouvir o Espírito Santo e esse nos ensina que devemos guardar a lei: Não matar, não roubar, buscar o casamento para ter o direito de fazer sexo e não fazer compras no dia de sábado!

    A melhor maneira de ver se alguem é falso crente é analisar se ele quebra a lei. Prega, mas rouba dízimos? Evangeliza, mas vai ao shopping no sábado? Diz ser limpo, mas come coisas sujas como carne de cobra e porco? É casado, mas adultera? É solteiro, mas tem parceiros sexuais?
    Por isso quem é cristão confirma a lei, não a anula.


    O que nem todos percebem é que a Lei é como uma placa de contra-mão, ela indica que você está na direção errada mas não tem qualquer poder de manobrar seu enorme caminhão entalado numa rua estreita. Como alguém disse, afirmar que Paulo estaria anulando a Lei por causa da fé seria o mesmo que "a semeadura de um campo demonstrar que o arado foi usado em vão"


    "Nunca a lei foi tão honrada e estabelecida quanto na morte de Cristo. O Evangelho honra a lei por permitir que ela faça seu trabalho de despertar o conhecimento do pecado. Então o Evangelho entra em cena e faz aquilo que a lei nunca era para fazer. O Evangelho traz justificação completa ao crente em Jesus"


    "A lei exige total obediência. A pena pela quebra da lei deve ser paga, e a pena é a morte. Se um transgressor da lei pagar a pena ele estará perdido eternamente. O Evangelho mostra como Cristo morreu para pagar a pena da lei que foi transgredida. Ele não tratou a lei como algo a ser ignorado; ele pagou completamente a dívida. Agora qualquer um que tenha transgredido a lei pode se beneficiar do fato de que Cristo pagou a pena em seu lugar. Assim o Evangelho da salvação pela fé honra a lei ao insistir que suas demandas sejam total e completamente atendidas"





    ResponderExcluir
  66. São 10 mandamentos e não 9 mandamentos Roger queira você ou não, vê se essa conta aqui tá certa 10-1=0, essa é a matemática de DEUS Roger.

    "Porque qualquer que guardar toda a lei e tropeçar em um só ponto tornou-se culpado de todos. Porque aquele que disse: Não cometerás adultério, também disse: Não matarás. Se tu, pois, não cometeres adultério, mas matares, estás feito transgressor da lei." (Tiago 2:10, 11)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. DESAFIO quem não guarda os Mandamentos a me dar uma explicação sobre essa passagem. Inclua aí a acepção de pessoas do verso 9 (judeus/gentios).

      Excluir
  67. há, e pelas suas palavras Roger você deve ser testemunha de YHWH

    ResponderExcluir
  68. O sábado é um simbolismo de Jesus, porque ele é o senhor do sábado.

    ResponderExcluir
  69. Infelizmente a reforma e seus grandes reformadores não conseguiram corrigir todas as distorções dogmáticas que foram introduzidas no cristianismo.
    Infelizmente o sábado ficou de fora da Reforma protestante, mais felizmente não ficou de fora da lei de Deus.
    Que o Espírito Santo ilumine as nossas mentes e nos preserve sinceros até a volta de Cristo!

    A graça e a paz de Cristo, estejam convosco,
    Amém!


    ResponderExcluir
  70. "Fim" está no sentido de finalidade.

    ResponderExcluir
  71. Afinal... Quem é o Senhor do Sábado? Jesus Cristo ou o rabino Dubov!!!

    Em certo sentido, Jesus "aboliu" os Mandamentos. Ele aboliu AQUELA FORMA DE GUARDAR OS MANDAMENTOS (Mateus 5:17 a 48).

    Quem é contra a guarda de TODOS os Mandamentos só me expliquem 2 coisas:
    1. Tiago 2:9-11
    2. Honrar os pais, não matar, não adulterar, não roubar, não dar falso testemunho e não cobiçar são provas de que amamos ao próximo...
    Não ter outros deuses, não fazer imagem e não tomar o nome do Senhor em vão são provas de que amamos a Deus...
    Porque então lembrar de santificar o Sábado não seria uma prova do amor a Deus?!?!?!

    ResponderExcluir
  72. Elaborei 10 blogs que provam que o sábado santo e bendito de Deus É PARA SEMPRE:

    As 22 razões bíblicas que revelam ser o sábado para sempre
    http://asrevelacoessobreosabadoperpetuo.blogspot.com.br/

    Colossenses 2:16 bem fácil de entender
    http://colossenses2-116facildeentender.blogspot.com.br/ copie o HTTP e cole no navegador

    As sete verdades bíblicas sobre o Sétimo Dia
    http://asseteverdadessobreosabado.blogspot.com.br/

    10 perguntas que os adventistas precisam responder
    http://10perguntasqueosadventistas.blogspot.com.br/

    A alta grandiosidade do incrível evento Monte Sinai
    http://oincriveleventomontesinai.blogspot.com.br/


    A Verdade no Evangelho que não foi Escrita
    http://averdadebiblicaquenaofoiescrita.blogspot.com.br/

    Bênção ou Maldição, alerta o Senhor
    http://bencaooumaldicaodizosenhor.blogspot.com.br/

    O Mundo Cristão foi levado a um gigantesco erro
    http://omundocristaofoilevadoaerro.blogspot.com.br/

    Porque o sábado faz parte da salvação
    http://porqueosabadofazpartedasalvacao.blogspot.com.br/

    Waldecy Antonio Simões walasi@uol.com.br

    ResponderExcluir


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...